Seduc gasta R$ 24,9 milhões em cadeiras na Covid; veja vídeo

Foram 43 mil conjuntos (cadeira com suporte), ao custo de R$ 580 a cada, por meio do contrato firmado no dia 1º de julho de 2021, autorizado pelo então secretário Luiz Fabian Barbosa

Manaus – O Governo do Amazonas fez um contrato no valor de R$ 24,9 milhões para compra de cadeiras para as escolas estaduais de ensino, gerenciadas pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), em plena pandemia.

O contrato foi firmado no dia 1º de julho de 2021, com a empresa Beira Alta Industrial Ltda., asssinado pelo então secretário da pasta, Luís Fabian Barbosa.

Foram adquiridos produtos em conjunto, ou seja, uma cadeira e uma mesa, que representa uma unidade do material. Ao todo, foram compradas 43 mil desses conjuntos, sendo que cada unidade tem o custo R$ 580, equivalente a uma cadeira de escritório para executivos.

Seduc gastou R$ 24,9 milhões com cadeiras para as escolas estaduais de ensino em plena pandemia (Foto: Tacio Melo / Seduc)

A empresa de onde os itens foram comprados foi selecionada por meio de pregão eletrônico, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), em março deste ano. O prazo do contrato é de um ano, ou seja, tem vigência até julho de 2022 e poderá ser prorrogado por meio de um termo aditivo.

A compra milionária foi realizada no período da pandemia de Covid-19, momento em que todas as escolas estaduais estavam fechadas, e as aulas estavam sendo realizadas online, para evitar risco de contaminação da doença.

Em agosto, as unidades foram reabertas. À época, em vídeos produzidos pela Seduc, divulgando o retorno das aulas, era possível ver que a cadeiras compradas não haviam sido substituídas pelas antigas. Até o fechamento da matéria, a Seduc não havia respondido ao GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (CDC) os questionamentos sobre o contrato. Nesta terça-feira (21) a matéria sobre a compra de cadeiras ara as escolas estaduais foi exibida no programa Amazonas Diário.

Veja matéria:

Anúncio