Seis pessoas são notificadas por crimes ambientais em ramal na AM-010

Foram constatados crimes de assoreamento de igarapé, desmatamento, queimada e abertura de ramal sem licença ambiental

Manaus – Policiais civis da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema) deflagraram, nesta quarta-feira (11), a operação ‘Águas Brancas’, no quilômetro 35 da AM-010, zona rural de Manaus. Foram constatados crimes de assoreamento de igarapé, desmatamento, queimada e abertura de ramal sem licença ambiental. Ao todo, seis pessoas foram notificadas para prestar esclarecimentos.

No km 6 do ramal, foi constatado um assoreamento de igarapé e uma área de desmatamento (Foto: Divulgação)

A operação teve o intuito de verificar denúncias recebidas pela Dema por suspeita de crime ambiental em três pontos do ramal ‘Águas Brancas’ como desmatamento, queimadas, abertura de ramal sem licença ambiental e assoreamento de igarapés. No km 6 do ramal, foi constatado um assoreamento de igarapé e uma área de desmatamento.

“A proprietária disse que quando ela comprou já havia sido modificado, então não foi ela que fez, não teria sido a autora. Mas nesse caso, temos como verificar se anteriormente já havia sido modificado. Ela também disse que quando ela comprou já era capoeira, ou seja, a área já tinha sido desmatada. Então vamos verificar toda essa cadeia de pessoas que já tiveram acesso a esse terreno até descobrir quem foi o causador do dano ambiental”, explicou a delegada titular da especializada, Carla Biaggi.

Nos quilômetros 9 e 11, do mesmo ramal, também foram constatadas áreas de desmatamento, queimada e abertura de ramal sem licença ambiental.