Semsa realiza ‘Dia D’ de Mobilização Nacional Contra Poliomielite até às 17h

Durante todo o dia, a cidade contará com 549 postos de vacinação. Porém, a campanha segue até o dia 31 deste mês, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs)

Manaus – A prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza ao longo de todo este sábado (18), o Dia D de Mobilização Nacional Contra a Poliomielite, destinada a crianças na faixa etária de um ano a quatro anos, onze meses e 29 dias.

A abertura dos trabalhos ocorreu às 9h, no Parque Cidade da Criança, no bairro Aleixo, zona centro-sul da cidade. Ao todo, 549 postos de vacinação estarão em funcionamento, neste sábado, até às 17h, mas a campanha permanece até o dia 31 deste mês, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A lista com todos os postos estão na internet.

Segundo o titular da Semsa, Marcelo Magaldi, há 28 anos não há registro da doença na capital do Estado. “Estamos aqui, hoje, para chamar a sociedade, fazer um apelo a todos os pais e responsáveis que, mesmo aqueles que já completaram o ciclo de vacinação, que já tomaram as três doses, que já fizeram reforço, que todos têm que comparecer nas nossas UBSs para que tomem o reforço. Só assim toda a sociedade estará protegida, toda a sociedade estará livre desse vírus que pode levar a morte, que atrofia, que pode matar e que quando nã mata, deixa sequelas que são absolutamente irreversíveis, gravíssimas. Então, em nome do prefeito Arthur Neto, pedimos a todos que compareçam nos postos, levem as crianças”, disse.

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infecto-contagiosa aguda e atinge, geralmente, crianças até os quatro anos, mas também pode ocorrer em adultos. A campanha também é encabeçada pelo Rotary Internacional que desde 1985, apoia a erradicação da paralisia infantil. Segundo Gerson Aoki, governador assistente do clube no Distrito 4720 – Região Norte – lembra que no ano de 1995, os casos de poliomielite chegavam a 350 mil casos no mundo e, em 2017, o número caiu para 20 casos.

“Durante todo esse período, Rotary tem apoiado a erradicação. Somente três países no mundo todo que são Paquistão, Nigéria e Afeganistão a doença ainda não foi erradicada. No Brasil, a poli foi erradicada em 1990 só que as crianças precisam ser vacinadas, pois é a única forma de proteção da doença, a paralisia mata. A poliomielite é uma doença que mata. Então, aqui na nossa cidade, com essa migração grande que está tendo, uma forma de proteger nossas crianças é a vacinação. E aqui em Manaus, os clubes de Rotary, apoia essa campanha em parceria com a Semsa, divulgando à população, conscientizando os pais da importância da vacinação”, salientou.

Aoki comentou, também, que por muito tempo não haviam registros de sarampo e, agora, ele está de volta, por isso a importância da vacinação. “Como a poliomielite não foi combatida em três países, o vírus está vivo e ‘solto’. Então a única forma que tem de proteção é a vacinação. E não custa nada. Basta os pais se conscientizarem da importância e levarem seus filhos até os postos. Por isso que estamos com uma equipe na Avenida Djalma Batista, outra na André Araújo, distribuindo panfletos, mostrando a importância da prevenção. É isso que temos feito em Manaus”. O Rotary montou também um posto de vacinação no bairro Alfredo Nascimento, na zona norte da cidade, com o apoio da Semsa, para prevenir as crianças dessa região.

A subsecretaria da Semsa, Adriana Elias, lembrou que enfrentamento ao vírus deve ser feito de forma conjunta. “É uma responsabilidade governamental, da saúde, mas também da população e de todas as organizações envolvidas para esse bem maior. Então, vamos chamar a atenção de todos os responsáveis, pais, da família, para que vacinem suas crianças para evitar que a pólio seja reintroduzida na nossa cidade, no nosso País. Hoje, é um dia de festa, de alegria, porque vamos levar saúde e prevenção. Chamamos a atenção da sociedade, da população, no sentido de deixar nossa cidade livre dessa doença e com muita qualidade de vida. Os postos estão preparados para receber a população com todo carinho e humanização que todos merecem”, finalizou.

A recomendação do Ministério da Saúde é que, em Manaus, mais de 130 mil crianças sejam vacinadas, o que corresponde a 95% desse público. Além disso, a vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) segue disponível nos postos de saúde e, até o momento, de acordo com a secretaria municipal, mais de 204 mil crianças já foram vacinada, superando a meta que era 131.585 mil.

Anúncio