Serviços gineco-obstétricos e de maternidade são retomados para servidores municipais

O contrato que prevê serviços de ginecologia e obstetrícia, além de urgência, emergência e maternidade, foi firmado nesta quinta-feira (25) entre a Prefeitura de Manaus e o Hospital Santo Alberto

Manaus – A Prefeitura de Manaus e o Hospital Santo Alberto assinaram, na manhã desta quinta-feira (25), no Centro de Cooperação da Cidade, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul, um contrato que prevê atendimentos com serviços de ginecologia e obstetrícia, além de urgência, emergência e maternidade, para servidores municipais, dependentes e segurados da assistência municipal.

O sub-secretário da ManausMed, César Augusto Marques, disse que os problemas encontrados pela atual administração municipal no Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos de Manaus já estão sendo solucionados.

“Nós estávamos com 11 meses sem maternidade entre outros serviços. A nossa imagem quanto àqueles que oferecem os nossos serviços, ou seja, o laboratório, o médico, também estava muito arranhada, muito rasurada. A ManausMed não tinha sistema de gestão, ela não sabe como está o seu funcionário, aonde ele fez exame, o laboratório que ele foi. Não tem esse tipo de comunicação (…), isso com outros problemas estruturais internos que foram cometidos por erros nas antigas gestões, estavam praticamente deixando ela inviável para trabalhar. Resolvemos os erros, começamos um projeto para implantação de sistemas que a ManausMed não tem, o que é imprescindível, inadmissível. Empacava em tantos problemas burocráticos que às vezes a ManausMed passava 90 dias, 120 dias, 160 dias sem pagar o hospital, o médico, o laboratório, a clínica . Tudo isso nós começamos a resolver”, explicou o subsecretário da ManausMed.

Já o diretor-administrativo e financeiro do Hospital Santo Alberto, Ricardo Ernesto Machado, informou ao GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) que o contrato com a Prefeitura de Manaus é a nível materno-infantil, com atendimento para todas as mulheres grávidas, que precisam de atendimento, e bebês até 30 dias. “Estamos disponibilizando a nossa estrutura para as vidas à Manausmed. E, como prestador de serviços, não temos dúvidas de que vai ser um serviço que começou correto e vai dar bons frutos”, afirmou. O Hospital Santo Alberto, situado no bairro Cachoeirinha, na zona sul de Manaus, oferecerá também suporte em UTI, CTI neonatal e apoio ao diagnóstico laboratorial e de imagem.

Machado disse ainda que, por ser um hospital de complexidade médica, a estrutura, que conta com 62 leitos, terá um custo financeiro que vai depender dos atendimentos em cada paciente. “Mas independente disso, nós estamos bem alinhados com o gabinete, com o jurídico e com os auditores da ManausMed. Nós temos reuniões frequentes, (eles) são muito atenciosos e nós também tentamos ser do nosso lado, dentro das nossas limitações, e não temos dúvida de que mesmo havendo algum conflito, alguma dificuldade a nível financeiro, vai ser contornado com conversa”.

blank

Prefeitura de Manaus e Hospital Santo Alberto firmaram contrato para prestação de serviços gineco-obstétricos e de maternidade para servidores municipais (Foto: Patrick Motta / GDC)

Atendimento

O primeiro atendimento ocorreu antes mesmo da assinatura do contrato entre a Prefeitura de Manaus e o Hospital Santo Alberto. Servidora da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Déborah Oliveira deu à luz a uma menina, em parto cesáreo, sem nenhum problema para a mãe e nem para a bebê.

O secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), Ebenézer Albuquerque Bezerra, disse que a ideia da atual administração de Manaus é apresentar um novo serviço, quando o mesmo já estiver em funcionamento.

“Não estamos aqui para criticar (as gestões passadas), mas nada de inaugurar obras que não estejam efetivamente prontas para serem utilizadas pela população. Nada de apresentar, anunciar serviços que efetivamente ainda não estejam sendo executados e que vai demorar muito para acontecer. Essa assinatura de hoje é simbólica. Este contrato já estava assinado e o serviço sendo prestado, conforme eu anunciei. Inclusive já foi feito um parto”, disse o secretário da Semad.

Outras tratativas entre a Prefeitura de Manaus e o Hospital Santo Alberto estão em andamento, como a ampliação do contrato, segundo informou Bezerra. “Ele vai sofrer um aditivo que, muito em breve, vai fazer também o atendimento infantil, no qual a ManausMed está carente desde há muito tempo”.

Anúncio