Sobe para 26 os casos de coronavírus no Amazonas

Após nove dias do primeiro caso de coronavírus, o Estado registra, neste domingo (22), 26 casos positivos para Covid-19. São 25 em Manaus e um em Parintins

Manaus – Após nove dias do primeiro caso de coronavírus, a capital amazonense registra neste domingo (22), 26 casos positivos para Covid-19. São 25 casos em Manaus e um em Parintins. Um desses casos, um homem, está internado na UTI do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, mas está estável.

Todos os pacientes com Covid-19 estão estáveis e em isolamento domiciliar. Dentre os casos positivos, estão dois idosos, sendo um homem de 70 anos e uma mulher de 83 anos, ambos encontram-se em domicílio e estáveis.

Além desses, outros 24 casos estão sendo investigados e processados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen/AM). De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, com exceção do caso de Parintins, os casos que estavam em suspeita para Covid-19 no interior, foram todos descartados, ou seja, em outros municípios não há registro de coronavírus. “A forma mais eficaz de não pegar o novo coronavírus, é ficar em casa. As pessoas precisam deixar de circular, já que quem leva o vírus, são as pessoas”, enfatizou.

O paciente que está internado com Covid-19, veio ontem (21) transferido para Manaus em UTI aérea, de helicóptero, do município de Parintins, após passar mal e procurar uma unidade de saúde. “Trata-se de um homem que esteve em contato com pessoas de São Paulo, que vieram para um evento onde ele estava. Foi identificado de maneira rápida pelo sistema de saúde de Parintins e encontra-se internado em UTI, no Hospital Delphina Azzis”, explicou a diretora-presidente da FVS-AM.

Segundo o secretário estadual de Saúde (Susam), Rodrigo Tobias, o Amazonas encontra-se em transmissão comunitária. “Estamos na fase 3, onde todos estão potencialmente contaminados com coronavírus e nesse sentido, o nosso plano de contigência é fazer a concentração de todos os recursos humanos para o Hospital Delphina Assis”, disse.

Ainda segundo Tobias, a partir desta segunda-feira (23), o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz vai atender apenas os pacientes com coronavírus. Dispondo de 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), equipados e vão ser estendidos para 150 leitos. Na rede de sáude do Amazonas, existe até o momento, 482 ventiladores. “A unidade ficará específica para os casos graves, que estão confirmados para Covid-19 e que precisam de estrutura de UTI, emergência e urgência. As pessoas que geralmente buscavam atendimento no hospital, devem se dirigir agora, para a UPA do Campos Sales e outros SPA da cidade”, explicou.

Atualmente, o Amazonas possuí uma grande circulação de vírus que geram sintomas gripais. A orientação da diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, é que as pessoas busquem ficar em casa, pois nem sempre o sintoma de gripe, pode ser do novo coronavírus. “Por isso, há necessidade de mantermos o isolamento social e preservarmos os leitos hospitalares para aqueles que realmente precisam de atendimento. Ou seja, aqueles 20% que tem potencial de agravar e os 5% que podem necessitar de UTI. Cerca de 80% dos casos, são mais leves, parecendo aquela gripe que somos acostumados a ter todos os anos e a recomendação para esses casos é ficar em casa, se isolar, evitar contato com a família, amigos e se precisar fazer contato, deve usar uma máscara e tomar todas as medidas de precaução padrão”, disse.

Testes rápidos do Covid-19

O Governo Fedeal divulgou a compra de 5 milhões de testes rápidos para coronavírus que serão distribuídos para todos os Estados. Segundo o secretário estadual de Saúde (Susam), Rodrigo Tobias, os testes estão vindo da Coréia do Sul. “Pelo critério de número de casos, eles serão repartilhados pelos Estados, além desses, o Governo do Amazonas deve anunciar também, a aquisição desses testes. O fato é que, a gente precisa identificar casos assintomáticos, como uma medida não-farmacológica, e também de orientação para a população, que busquem ficar mais em casa.

O secretário da Susam, afirmou que ao longo da semana chegará no Amazonas, kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). “No número de dez EPI’s específicos para cada leito habilitado pelo Ministério da Saúde. Então teremos todas as condições de estarmos enfrentando os casos graves e que precisam de estrutura de urgência e emergência em nosso Estado”, enfatizou Tobias.

Os EPI’s utilizados pelos profissionais da saúde que irão atuar diretamente com os pacientes positivos para coronavírus em UTI. “Estamos recebendo EPI’s do Ministério da Saúde e além disso, estamos fazendo aquisições em um quantitativo considerável para os próximos três meses, a proteger os nossos guerreiros, que são as equipes de saúde, que estão na linha de frente em todos os casos”, disse o secretário da Susam.

***Matéria atualizada às 15h05 para acréscimo de informações***

Anúncio