‘#SouManaus Passo a Paço’: pulseiras são vendidas ilegalmente na internet

As pulseiras gratuitas devem ser adquiridas em pontos de troca espalhados na cidade a partir de uma inscrição

Manaus – As pulseiras para o público ter acesso aos dois palcos onde serão apresentados os show no festival #SouManaus: Passo a Paço 2023 estão sendo vendidas ilegalmente por meio das redes sociais. O evento acontecerá nos dias 5, 6 e 7 de setembro, no entorno do Paço Municipal, no centro histórico da cidade.

As pulseiras gratuitas estão sendo adquiridas em pontos de troca espalhados na cidade. O público interessado precisou se inscrever a partir do cadastro de pessoa física (CPF), e depois fazer as trocas, opcionalmente, por 1 quilo de alimento não perecível e/ou 30 garrafas de Polietileno Tereftalato (PET) de qualquer tamanho.

No entanto, já começou as pulseiras já começaram a circular em alguns sites de venda e compra na internet. Os preços variam de R$ 50 até R$ 300. Inclusive, tem pessoas vendendo uma espécie de “combo de pulseiras” para os dois dias de shows.

Atrações

No dia 5, o palco localizado na Plataforma Malcher receberá os artistas nacionais: Léo Magalhães, Zé Felipe e Virgínia, e o DJ internacional David Guetta, que terá o show retransmitido, simultaneamente, em todas as áreas de ocupação do festival. No palco localizado ao lado da Alfândega, dentro da área portuária, as atrações nacionais são: o cantor de rock, Humberto Gessinger, e o cantor sertanejo Murilo Huff.

Já no dia 6 de setembro, a programação musical do palco localizado na Plataforma Malcher, com a participação de artistas nacionais, será iniciada pelo cantor de samba Zeca Pagodinho, seguido pelo MC Kevin O Chris, e Marina Sena, que traz no som uma mistura bem própria de ritmos, que vão do samba e reggae ao axé, MPB e dancehall. No palco instalado ao lado da Alfândega, a headliner traz o cantor Lobão e a banda de rock brasileira, Biquíni.

E finalizando a line, no dia 7 de setembro, a programação nacional fica por conta dos artistas: padre Fábio de Melo, Israel Salazar, Isadora Pompeu, banda Amém e o musical infantil “Show da Zelda”.

Anúncio