Suspeito indica local onde corpos de Bruno e Dom Phillips podem estar

Os corpos de Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips podem ter sido esquartejados e queimados

ManausOseney da Costa Oliveira, suspeito pelo desaparecimento do indigenista Bruno e do jornalista Dom Phillips, conduziu nesta quarta-feira (15), os agentes da Polícia Federal (PF) até o ponto onde os corpos teriam sido deixados. Segundo informações não oficiais, o suspeito teria confessado que os profissionais foram mortos a tiros, esquartejados e queimados em uma área de mata na região do Vale do Javari, no município de Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros a oeste de Manaus).

(Foto: Reprodução / Redes Sociais)

De acordo com informações de grupos que atuam no município, os pescadores teriam sido flagrados atuando ilegalmente e foram alertados por Bruno que a região só permitia a pesca para os indígenas. Dom Phillips também teria fotografado a abordagem. A partir disso, os suspeitos ameaçaram Bruno e Dom Phillips com armas de fogo os levando para uma área de mata, onde foram mortos e esquartejados. As partes dos corpos foram queimados em uma vala.

Oseney teria confessado aos investigadores que participou do duplo assassinato juntamente com Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como ‘Pelado”, que teve decretada a prisão temporária de 30 dias, na última quinta-feira (9).

Segundo o Portal R7, a Polícia Federal levou um dos suspeitos ao local onde são realizadas as buscas. No começo da tarde, o pescador entrou em uma lancha com as equipes policiais e seguiu para o local onde os corpos teriam sido deixados. Encapuzado, ele foi colocado na parte da frente da embarcação para indicar o caminho.

blank

(Foto: Reprodução)

Um exame de DNA deve comprovar se os restos humanos encontrados pela polícia são mesmo dos profissionais que atuavam no Vale do Javari.

A Polícia Federal deve conceder ainda na tarde desta quarta-feira, uma coletiva de imprensa para informar sobre a apuração da investigação.

Anúncio