Taxistas querem limitar Uber; mototaxistas adesivam motocicletas com Uber e 99

Vídeo feito na manhã desta quarta-feira (27), mostra mototaxistas colocando em suas motocicletas adesivos de empresas de aplicativos. Além disso, áudio apresenta pressão para reduzir motoristas de aplicativos a 4 mil e anuncia paralisações

Manaus – Um vídeo gravado próximo ao Centro Desportivo da Compensa (CDC), na zona oeste da capital, mostra que mototaxistas estão adesivando suas motos com Uber e 99. Na imagem, um homem não identificado, diz ao fundo: “Olá, pessoal! Vocês que utilizam o transporte de duas rodas (…) se passar e ver 99, Uber, significa que estamos trabalhando com o mesmo preço do aplicativo. Ou você faz o simulado (sic!) ou nós fazemos o simulado (sic!)”.

Ainda de acordo com o homem, a ação está começando, nesta quarta-feira (27), mas salienta que, em breve, “uma boa parte, 80%, 90% da categoria mototaxista estará adesivada”. Acompanhado do vídeo, segue um áudio, de um possível líder da categoria de taxistas, que cita o secretário extraordinário de Articulação Política, Luiz Alberto Carijó, como se ele estivesse negociando com os taxistas.

“Com relação a manifestação ela tá prevista para sexta-feira (8), depois do Carnaval, porque a negociação vai ser feita na quinta-feira (7). Se o prefeito não ‘botar’ no PL (Projeto de Lei) a limitação, porque temos que esquecer tudo. Não adianta a gente pensar em placa, nisso e aquilo, senão vai atrapalhar a limitação. Então, o foco é a limitação no limite máximo do taxi. Esse é o foco. Conseguindo isso, ganhamos a guerra, automaticamente eles vão se destruir sozinhos. Eles podem até ter preço, mas não vão ter carro para atender todo mundo”, explica o áudio.

E segue: “Hoje, o cliente já desiste de esperar o Uber com 65 mil (carros), imagina com 4 mil, eles não vão dar conta. O cliente vai tirar o aplicativo do celular dele, né? Temos que focar na limitação. Então, a negociação foi feita com o Carijó para ele passar para o prefeito para ‘botar’ a limitação no PL para já ir para Câmara. Chegando lá vamos brigar só para aprovar, entendeu? A gente conseguindo isso aí, a gente praticamente ganhou a guerra”.

E finaliza: “Na quinta é a reunião, não aceitou, na sexta vamos fazer duas vezes por semana (manifestação). Se for preciso, todo dia, entendeu? Ou dá para rir, ou dá para chorar. Não estamos fazendo nada na rua, né? Então, se ficarmos paramos no meio da rua. Vamos ter uma pouquinho de paciência porque infelizmente é um pouco demorado. Mas ele (Carijó) vai fazer em caráter de urgência que a gente pediu nem caráter de urgência, porque estamos com muita pressa e não dá para esperar mais. Vamos ter paciência porque vamos ganhar essa guerra”.

Mototaxistas colocando em suas motocicletas adesivos do Uber e do 99 (Foto: Reprodução)

Nota

Em nota, a Prefeitura de Manaus esclarece que a minuta do projeto de lei que irá regulamentar a atividade do transporte de passageiros por uso de aplicativo na capital tem sido amplamente debatida com as categorias interessadas, seja com os motoristas de aplicativo como taxistas e mototaxistas. Vale destacar que a proposta visa ao ordenamento do transporte de passageiros na capital da maneira democrática e atendendo aos anseios de ambos profissionais.

Como já divulgado pelo secretário extraordinário de Articulação Política, Luiz Alberto Carijó, o projeto será enviado para deliberação na Câmara Municipal de Manaus (CMM) depois do Carnaval. “Todas às vezes que audiências foram solicitadas, nós recebemos os representantes das categorias. Essa é uma premissa da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto. Estamos à disposição para ouvi-los e, como já tem acontecido, caminhar para a solução legal dos problemas”, reforçou.

A minuta do projeto já teve aprovação junto à Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Procuradoria Geral do Município (PGM), Casa Civil e aguarda o parecer final da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef).