TCE-AM inaugura módulo do Museu com reprodução do 1º Plenário da Corte de Contas

A solenidade foi realizada de forma híbrida, com autoridades presencialmente na Corte de Contas e em um ambiente virtual, além de ser transmitida, ao vivo, pelas redes sociais da Corte de Contas

Manaus – A comemoração dos 70 anos do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), nesta quarta-feira (14), foi marcada pela inauguração do primeiro módulo do Museu do TCE-AM que retrata o plenário inicial do Tribunal, em 1950.

“Este museu foi concebido no sentido maior de que as lições do passado não podem ser olvidadas, assim como a trajetória das instituições, merecem registro comprometido com a verdade, de modo que, ao mesmo tempo em que servem para rememorar os feitos, sinalizem para o futuro com marcas significativas do presente”, afirmou o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.

A primeira parte da exposição fez uma releitura do plenário da primeira sede da Corte de Contas, que era situada na praça Dom Pedro II, antigo Lugar da Barra, o Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus.

“A inauguração do Museu é uma resposta à necessidade de resgatar a memória do Tribunal. O projeto atravessou os demais presidentes, cada um dando sua contribuição até chegar finalmente na tão aguardada inauguração.

Graças à sensibilidade do presidente Mario de Mello, que soube perceber o momento oportuno para concretizar este feito, o Museu é, sem dúvidas, um marco na celebração dos 70 anos do TCE”, afirmou Josetito Lindoso, chefe do Departamento de Pesquisa e Memória do TCE-AM.

O evento contou com a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. A servidora aposentada Olga Israel do Nascimento participou da solenidade representando os servidores ativos e inativos da Corte de Contas.

Museu

O Museu do TCE-AM é um instrumento utilizado pela Corte de Contas para dialogar com a sociedade, que abrirá suas portas, assim que possível, para receber o público em geral, com visitas técnicas guiadas para alunos, estabelecendo assim um elo de aproximação com os estudantes.

O espaço histórico também terá papel fundamental para o Projeto de Cidadania do Tribunal, idealizado pelo presidente, conselheiro Mario de Mello, com o objetivo de mostrar para o público externo de todas as faixas etárias, a finalidade e importância da Corte de Contas para a sociedade.

“O percurso que traçamos até esse dia memorável da inauguração do Museu é um compilado da contribuição de muitas pessoas que doaram seu tempo e suas memórias para esta conquista. Além disso, em convênio com a Secretaria de Cultura (SEC) muitas obras que serão expostas no espaço, passaram pelo processo de assepsia e restauro.

Graças a isso conseguimos recuperar boa parte do acervo documental do Tribunal”, disse o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.

Selo e carimbo dos 70 anos

Durante a solenidade foi lançado, em parceria com os Correios do Brasil, o selo e o carimbo comemorativo dos 70 anos do TCE-AM.

Anúncio