Trabalhadores do setor artístico recebem doações de alimentos do Sesc AM

Ao todo, 400 cestas básicas serão distribuídas pela Associação Backstage Amazonas e FAS

Manaus –  O Sesc Amazonas, por meio do programa Mesa Brasil, realizou a doação de 400 cestas básicas destinadas aos trabalhadores do setor artístico, músicos, cantores, backstage (bastidores). A distribuição dos alimentos é feita pela Associação Backstage Amazonas e pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). O setor ainda segue sem previsão para o retorno devido a pandemia da Covid-19.

O presidente da Backstage AM, Neto Smith, agradeceu a doação e lamentou a situação atual dos trabalhadores do setor artístico. Para ele, ações como as do Mesa Brasil trazem esperança para quem recebe as doações.

“Gostaríamos de agradecer ao Sesc pela doação, o Mesa Brasil está nos repassando 200 cestas básicas para a nossa associação. Somos os trabalhadores dos bastidores dos eventos que há um ano estamos parados sem poder desenvolver nossas atividades. A doação vai nos ajudar muito, nós que estamos clamando para sobreviver toda essa pandemia”, destacou Smith.

Para o assistente de projetos da FAS, Gabriel Cavalcante, que acompanhou a entrega das outras 200 cestas, a parceria com o programa do Sesc permitiu que muitos artistas também tenham a oportunidade de levar alimento para seus lares.

“A gente recebe essas doações com muita esperança de que a vivamos dias melhores. A FAS nesse período de pandemia vem colocando todos os seus esforços para minimizar os impactos desse período pandêmico então é muito importante contar com a parceria do Mesa Brasil para ajudar todos os artistas que estão passando por muitas dificuldades”, lamentou Gabriel.

Conhecido no cenário do hip-hop, o rapper Jander Manauara, que também vai receber a doação, fala sobre como o cenário que visualiza nesse período de pandemia. Segundo o cantor e compositor, a doação vai permitir que o artista consiga, de certa forma, organizar as ideias e produzir.

“É um momento dificultoso que todo Amazonas, Brasil e mundo está enfrentando. Essa pandemia pegou todo mundo de surpresa e hoje essas parcerias e doações para os artistas – que estão parados logo que começou a pandemia há mais de ano – isso já vai dar um desafogo nesse cenário. É hora de tirar o sufoco dessa correria e tentar botar a cabeça em outro lugar, organizar as ideias, organizar a mesa, para gente tentar melhorar esse parâmetro desse momento”, finaliza Manauara.

Quem quiser fazer doações para a classe artística pode acionar a Associação Backstage Amazonas por meio do telefone (92) 99462-9835 falar com o Neto Smith. Já as doações pela Fundação Amazonas Sustentável podem ser feitas com o Gabriel através do número (92) 99359-0918.

Anúncio