UEA demonstra gratidão a Amazonino Mendes

O cortejo fúnebre parou na Avenida Codajás, em frente à Escola Superior de Ciências da Saúde

Manaus – Após o corpo do ex-governador deixar o Teatro Amazonas, neste sábado (18), onde foi velado desde quinta-feira (16), o cortejo seguiu por vias de Manaus, acompanhado por batedores da Polícia Militar. O cortejo fúnebre parou na Avenida Codajás, bairro Cachoeirinha, zona sul, em frente à Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA/UEA), onde foi recepcionado pela comunidade acadêmica e pela população.

A faixa, confeccionada pela gestão superior, relembrou a criação da universidade e agradeceu por tudo o que Amazonino fez pelos amazonenses, criando a UEA. A homenagem foi acompanhada por músicos da Escola Superior de Artes e Turismo (Esat/UEA), que tocaram a toada “Vermelho”, seguida de uma calorosa salva de palmas.

Parte da gestão da universidade estava presente, representada pela reitora em exercício, a Prof.ª Dra. Kátia Couceiro; os pró-reitores Valber Martins e Nilson de Oliveira Jr.; a diretora da Editora UEA, Isolda Prado; a diretora do SIB/UEA, Sheyla Lobo; e servidores da instituição.

“A UEA é só gratidão a Amazonino Mendes por tudo o que ele fez em benefício da educação superior na capital e interior do estado”, ressaltou Kátia Couceiro.

Anúncio