UEA e Sedel anunciam curso de Defesa Pessoal Feminina em Manaus

Curso gratuito visa empoderar alunas e colaboradoras da UEA, promovendo a saúde e autodefesa

Manaus – No Dia Nacional do Jiu-Jítsu, comemorado nesta quinta-feira (14), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) anunciam parceria para realização de curso de Defesa Pessoal Feminina na universidade. Com o objetivo de promover saúde e ferramentas de autodefesa, as aulas serão ofertadas, gratuitamente, a alunas e colaboradoras.

(Foto: Divulgação Sedel)

“Estou muito feliz nessa data, recebendo das mãos do secretário as 32 peças de tatames para que possamos dar início as nossas aulas de jiu-jítsu e defesa pessoal para prática esportiva dentro do programa de qualidade de vida que temos na universidade”, disse o reitor da UEA, André Luiz Nunes Zogahib.

Durante o anúncio da parceria, realizado na Reitoria da UEA, foram entregues pela Sedel tatames e quimonos que serão fundamentais para dar início às aulas de jiu-jítsu e ao curso de defesa pessoal feminina.

“Uma das políticas públicas do governador Wilson Lima é fortalecer o empoderamento feminino no Estado. Com esse curso, queremos, primeiramente, inserir mais mulheres ao esporte, ensinando ao mesmo tempo técnicas para autodefesa, em caso de necessidade, e revelar novas atletas”, enfatizou o secretário da Sedel, Jorge Oliveira.

Iniciativa pioneira

O Governo do Amazonas, por meio do Projeto Formando Campeões, que faz parte do Programa Esporte e Lazer na Capital e Interior (Pelci), coordenado pela Sedel, realizou, em junho deste ano, o 1° Workshop de Defesa Pessoal Feminino no Amazonas, na Vila Olímpica de Manaus, com a participação de mais de 160 atletas.

Em julho, o Projeto lançou o primeiro curso de Defesa Pessoal gratuito, voltado, exclusivamente, ao público feminino, com a participação de 120 mulheres de diferentes faixas etárias, de 14 a 63 anos, sendo que 90% delas nunca tiveram contato com a luta ou outro esporte.

Atualmente, os projetos esportivos da Sedel, vinculados ao Programa Pelci, abrangem mais de 10 mil atletas, sendo 35% desse público composto por mulheres que praticam diversas modalidades.

 

Anúncio