‘Viabee’: aplicativo de transporte criado no AM começa a operar em Manaus

O Viabee estará disponível aos usuários manauaras a partir desta quinta-feira (1). Entre os diferenciais do novo serviço, estão carros com internet 4G, descontos de até 10% na primeira viagem e sorteios para os usuários do aplicativo

Manaus – A capital amazonense vai ganhar um novo aplicativo de mobilidade urbana 100% amazonense, o Viabee estará disponível aos usuários manauaras a partir desta quinta-feira (1). Entre os diferenciais do novo serviço estão carros com internet 4G, descontos de até 10% na primeira viagem e sorteios para os usuários do aplicativo.

O Viabee estará disponível aos usuários manauaras a partir desta quinta-feira (1). (Foto: Raquel Miranda)

Caso haja alteração no percurso, o motorista será acionado pela base do Viabee em Manaus, localizado no conjunto Santo Dumont, Bairro da Paz, zona centro-oeste da capital. Foto do usuário e foto do motorista também serão disponibilizados pelo aplicativo.

O aplicativo trabalha apenas com motoristas credenciados e sem antecedentes criminais. O Viabee também não trabalha com tarifa dinâmica, ou seja, a viagem não fica mais cara para o usuário se estiver chovendo ou se for um feriado, por exemplo. O aplicativo também disponibiliza agendamentos de viagens com até 24h de antecedência.

De acordo com o presidente da Viabee, Carlos Albuquerque, até o momento o APP já tem mais de mil motoristas cadastrados. “Os motoristas não precisam pagar a taxa sobre a corrida, 100% do valor da corrida fica com o motorista, eles pagam apenas uma contribuição mensal. Todo motorista recebe um chip de operadora de telefonia com ligações ilimitadas para a mesma operadora, internet ilimitada, tanto para eles quanto para os passageiros, além de guincho 24 horas”, disse.

O presidente da empresa conta ainda as vantagens para os motoristas e usuários. “O Viabee emite notas fiscais de serviço e gera o imposto para a Prefeitura, contribuindo assim para o município. Todos os carros são rastreados e os motoristas passam por treinamento de capacitação. Quanto mais corridas, mais oportunidade de conseguir descontos em viagens e lojas parceiras, como pizzaria, churrascaria e salão de beleza, por exemplo”, explicou.

Projeto de aplicativos de transporte

Já está em discussão um projeto de Lei na Câmara dos Deputados, em Brasília. A disputa entre taxistas e motoristas particulares para regulamentação de serviços de transporte com aplicativos pode ter um desfecho, nesta quarta-feira (28). A votação do projeto de lei que regulamenta o serviço, prevista para acontecer ontem, no plenário da Câmara dos Deputados, foi adiada após reunião de líderes partidários.

Os deputados analisarão o projeto aprovado pelo Senado no início de novembro do ano passado. Originário da Câmara, o projeto de lei precisará ser analisado novamente para que seja sancionado e vire lei. Isso porque os senadores alteraram trechos do texto aprovado pelos deputados. Caso não fossem feitas modificações, o projeto iria diretamente para sanção presidencial.

As mudanças aprovadas pelos senadores no projeto afetaram os interesses em disputa: foi retirada a exigência da chamada placa vermelha e a obrigatoriedade de que os motoristas sejam proprietários dos veículos que utilizarem para a prestação do serviço. A necessidade de licenciamento com placas vermelhas estava prevista caso os veículos fossem mantidos na categoria “de aluguel”.

Apesar das mudanças, foram mantidos critérios como a certidão negativa de antecedentes criminais, a apresentação periódica de documentos às autoridades e uma maior transparência sobre o cálculo utilizado na cobrança das tarifas. O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu que a Casa mantenha as alterações feitas no Senado. Segundo ele, o texto garante que a regulamentação do serviço seja feita por cada município.