Vídeo: profissionais da saúde voltam a protestar em defesa do piso salarial

Na última quarta-feira (7), a categoria fez uma manifestação no desfile militar do Dia da Independência

Manaus – Profissionais de enfermagem, realizam nesta sexta-feira (9), uma mobilização em defesa do piso salarial da categoria com concentração no Largo de São Sebastião, em frente ao Teatro Amazonas, de lá os profissionais deverão seguir em caminhada até a praça Heliodoro Balbi, antiga Praça da Polícia, no Centro de Manaus.

Na última quarta-feira (7), a categoria fez uma manifestação no desfile militar do Dia da Independência, no Centro de Convenções. Os enfermeiros estavam vestidos de preto, representando o luto pelas mortes em decorrência da Covid-19.

A iniciativa se deu devido a decisão deliberada no último domingo (04) pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que suspendeu por 60 dias o efeito da lei 14.434/2022 que trata do piso salarial da enfermagem, sancionado no mês de agosto e que passaria a ser pago a partir de setembro para os profissionais que atuam no setor privado.

A decisão ocorreu devido às solicitações das entidades de saúde que alegaram o risco de demissão em massa dos profissionais de enfermagem em decorrência do impacto financeiro que os estados e instituições de saúde sofreriam por causa do pagamento do piso. Por isso, a decisão possui validade até que sejam analisados todos os fatores em que são baseadas as alegações, tendo o prazo de 60 dias para que todas as informações sejam enviadas ao Supremo Tribunal Federal.

Diante desta suspensão, o Fórum Nacional de Enfermagem decidiu organizar esta mobilização nacional em defesa do piso salarial da categoria. O intuito da mobilização é chamar a atenção da sociedade e das autoridades para essa luta que vem sendo travada por muitos anos, afim de alcançar o STF e mostrar o tamanho e o valor da enfermagem.

“A enfermagem há muito tempo vem lutando pela valorização da categoria, o piso salarial faz parte de um passo em direção a isso, por isso continuaremos empenhados na luta pelo piso e para que ele seja uma realidade para os profissionais de enfermagem que na pandemia mostraram como são essenciais para o sistema de saúde e para ajudar a salvar vidas, é importante que juntos possamos lutar pelos direitos da enfermagem “ destacou o presidente do Conselho de Enfermagem do Amazonas, José Yranir.

O ato é uma realização conjunta do Coren-AM, Associação Brasileira de Enfermagem Obstétrica do Amazonas (Abenfo-AM), Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Amazonas (Sateam), Sindicato dos Profissionais Enfermeiros Serviço Público do Amazonas, entre outras entidades.

Veja vídeo:

Anúncio