Gato preto: quais são os mitos envolvidos sobre a existência do bichano?

Pets com pelagem de coloração escura muitas vezes são vítimas de preconceitos, violência, superstições e lendas

São Paulo – Sabemos que a história da civilização está recheada de crenças populares que continuam a influenciar o modo de pensar das pessoas ao redor do mundo. Na Idade Média, por exemplo, propagava-se que os gatos pretos eram feiticeiras transformadas em animais, que traziam mau agouro e por isso eram perseguidos e mortos. Já em outras culturas, como no antigo Egito, os gatos eram considerados criaturas mágicas que podiam conceder “boa sorte” aos seus tutores e pessoas que cuidavam deles. Na Pérsia antiga, maus-tratos a um felino preto eram equivalentes a maltratar um espírito amigo (criado para fazer companhia ao homem durante sua passagem na Terra).

Hoje em dia ainda é muito comum ouvir histórias de sorte e azar associadas aos animais dessa cor. Por terem uma pelagem de coloração escura, os gatos pretos muitas vezes são vítimas de preconceitos, violência, superstições e lendas que, em muitos casos, acabam por prejudicar suas vidas.

Dados científicos revelam que a coloração escura pode ser considerada uma característica vantajosa desses pets. Os gatos pretos são caçadores habilidosos, pois, em muitos ambientes, devido a sua pelagem negra, não são identificados por suas “vítimas”, e com isso são eficazes para o controle de insetos, pequenos répteis e roedores.

“Um gato preto é um gato doméstico com melanismo, o que lhe confere a coloração escura de sua pelagem. A coloração preta decorre da atuação de um gene recessivo que causa melanismo nesses felinos, de modo que quaisquer colorações de suas pelagens são suprimidas e substituídas pela coloração negra. O intenso acúmulo de melanina altera a coloração original dos olhos fazendo com os gatos pretos quase sempre tenham olhos verdes, cobre ou amarelos”, explicou a médica veterinária Thais Matos.

Os gatos pretos muitas vezes são vítimas de preconceitos, violência, superstições e lendas (Foto: Reprodução / Internet)

Portanto, se encontrar um gato preto, saiba que o pet precisa ser tratado com respeito, carinho e amor, como qualquer outro animal de estimação. Veja abaixo alguns mitos existentes e saiba mais verdades sobre esses pets:

Gatos tem 7 vidas?

Mito. Normalmente, o que deve ser levado em consideração ao avaliar sua idade e expectativa de vida é o estilo de vida do pet, englobando fatores como alimentação saudável e consumo de água, por exemplo. Gatos domésticos, que não possuem um acesso frequente à rua, vacinados e castrados e de alimentação balanceada, podem viver por muitos anos. Pode ser que até ultrapassem a marca dos 14 anos de vida. É preciso destacar que os gatos são animais delicados, que podem ter a expectativa de vida influenciada por fatores como a mudança repentina de ambientes, como quando mudamos de casa, ou até mesmo a perda de seu tutor.

Esses animais sofrem como alvo de preconceitos e, infelizmente, muitos não hesitam em maltratá-los. Isso também acaba causando uma diminuição considerável na expectativa de vida dos gatos. Mesmo um pet com lar e família, quando tem acesso constante à rua, pode ter sua expectativa de vida reduzida por conta desses mesmos fatores, ainda que não estejam tão expostos como os gatos de rua.

Existe somente uma raça de gato preto?

Mito. De acordo com a Cat Fanciers’ Association, maior associação de criadores de gatos do mundo, existem 22 raças diferentes que podem ter pelos com tonalidades sólidas de preto. A raça Bombaim, com olhos que lembram a cor do cobre e uma pelagem preta e curta, é a mais conhecida. Esses gatos costumam ser bastante afetuosos com seus tutores, desde que sejam socializados e tratados de maneira amorosa e saudável.

Gato preto dá azar?

Mito. Não importa a cor do seu gato, o que importa é o afeto, o carinho e o cuidado que você tem com ele. Não é a cor que limita ou condiciona qualquer tipo de sorte, ou falta dela, mas sim a falta de cuidado, respeito e amor. O gato preto é dócil e amoroso, portanto ele dá amor e não azar.

Gato preto é agressivo?

Mito. Ao contrário do que a maioria pensa, o gato preto é educado, leal e, acima de tudo, muito disposto a socializar. No entanto, sua natureza é a de um espírito livre, então ele pode simplesmente adorar vagar sozinho e ficar por horas em contato com a natureza. As fêmeas podem se irritar com mais facilidade, já os machos são considerados mais calmos e astutos. Em geral, são felinos leais e não estão dispostos a agressividade com seus semelhantes. São doces, prudentes e adoram ser mimados. Tendem a ser mais tolerantes a ambientes com humanos, inclusive com crianças. Aceitam de modo mais fácil a convivência com outros animais. São companhias ideais para os lares que já tenham outros pets.

Anúncio