Justiça orienta sobre crianças e adolescentes no Bumbódromo de Parintins

Uma das recomendações da magistrada Mychelle Martins Auatt Freitas, é de que menores de cinco anos não ingressem nem permaneçam nas áreas destinadas às arquibancadas, cadeiras e camarotes

Manaus – A juíza da 2ª Vara de Parintins, com competência para a Infância e Juventude, Mychelle Martins Auatt Freitas, reuniu, na última semana, os órgãos integrantes da rede de proteção da infância e juventude para divulgar e alertar sobre a necessidade de cumprimento da Portaria Conjunta n.º 07/2018 durante o 54º Festival Folclórico, que acontece no município entre os dias 28 e 30 de junho.

A magistrada realizará, na segunda semana de junho, uma inspeção nas dependências do Bumbódromo de Parintins para verificar a adequação do espaço às diretrizes da portaria. Conforme a juíza, “a Portaria 07/2018 vem sendo amplamente divulgada para a população, com auxílio dos órgãos que atuam na rede de proteção dos direitos da criança e do adolescente”.

“Para as festas de junho estamos reforçando o conteúdo da portaria, para que todos estejam atentos às orientações do juízo. A ideia é prevenir eventuais episódios envolvendo crianças e adolescentes e, com isso, contribuirmos para o engrandecimento dessa manifestação cultural mundialmente conhecida”, explica ela.

Ainda conforme Mychelle, o objetivo é reproduzir a mesma experiência do Carnaval de Parintins de 2019 (Carnailha), em que foram realizadas diversas ações preventivas de forma a evitar violações aos direitos das crianças e adolescentes na comarca, resultando no baixo índice de intercorrências.

A reunião contou com a presença do coordenador do Comissariado da Infância e da Juventude, João Vinicius Tavares Lago e demais comissários; da promotora de Justiça titular da 2ª Promotoria, Lilian Nara Pinheiro de Almeida; do defensor público coordenador do Polo de Parintins, Rodolpho Pinheiro Bernardo Lobo; o tenente-coronel Luiz Alberto Passos Navarro, comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar; conselheiros tutelares da cidade, representantes da Secretaria de Turismo, SEMASTH e Procuradoria do Município de Parintins, representantes da empresa Amazonbest, representantes do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, além de representantes das associações folclóricas Caprichoso e Garantido.

A Justiça fará inspeção nas dependências do Bumbódromo durante os três dias de festival (Foto: Divulgação)

O primeiro alerta da magistrada aos presentes foi sobre o acesso de menores de dez anos às áreas destinadas às galeras. Outra recomendação foi de que menores de cinco anos não ingressem nem permaneçam nas áreas destinadas às arquibancadas, cadeiras e camarotes.

A juíza enfatizou aos presentes que é permitida a participação de crianças maiores de dez anos nos grupos folclóricos desde que devidamente autorizados por seus representantes legais e acompanhados de um maior, mediante autorização judicial.

Também, deverão portar crachás personalizados, produzidos por cada agremiação contendo nome do menor, filiação, idade, nome da pessoa responsável e visto judicial. Os crachás devem ser encaminhados ao juízo para receberem o visto até o dia 25 de junho de 2019.

Inspeção

Durante os três dias do 54º festival folclórico, o Juizado da Infância e da Juventude, em conjunto com todos os órgãos da rede de proteção, estarão atuando e fiscalizando dentro do Bumbódromo com objetivo de verificar eventuais violações às orientações da Portaria conjunta 07/2018 e ao Estatuto da Criança e da Adolescência (ECA).