Soldado é suspeito de matar cão na frente de crianças

Em nota, o chefe de comunicação da Polícia Militar, tenente coronel Fabiano Bó, informou que a corporação não compactua com nenhum tipo de violência de Policiais Militares em serviço.

Manaus – O soldado da 30ª Companhia Interativa Comunitária (30ª Cicom) identificado como ‘Finger’, é suspeito de ter matado com um tiro de pistola .40 um cachorro vira-lata, na terça-feira à noite, na Rua B, no Bairro Novo, Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Moradores informaram que o disparo foi efetuado enquanto um grupo de 15 crianças, entre 2 e 12 anos brincavam.

Os moradores afirmaram que não é a primeira vez que o soldado na companhia de outro policial atira no local. A dona de casa Francisca Pereira Moreira, 45, disse que na semana passada, a mesma dupla efetuou vários disparos na rua. “Por pouco o tiro não atingiu minha neta de um ano, que estava no colo da mãe dela”, relembrou.

De acordo com Maria Batista, 40, disse que eles abordam crianças e forçam a tirar a roupa para verificar se não estão com drogas. “Só porque moramos em nessa área, eles pensam que todo mundo é traficante”, comentou ela. Um menino de 10 e outro de sete anos confirmaram terem sido constrangidos pelos PMs.

Em nota, o chefe de comunicação da Polícia Militar, tenente coronel Fabiano Bó, informou que a corporação não compactua com nenhum tipo de violência de Policiais Militares em serviço.

Disse, ainda, que os moradores podem comparecer a Corregedoria do Sistema de Segurança Pública do Amazonas ou na Diretoria de Justiça e Disciplina da Polícia Militar, para formalizar denúncia.

A nota frisa que somente após receber a denúncia é que o comando da corporação irá instaurar o devido procedimento apuratório (Inquérito Policial Militar).

Anúncio