O dia depois de amanhã – 2

No primeiro momento vamos analisar com frieza a Câmara Municipal de Manaus renovada em mais de 50% como cravei no meu artigo anterior

Manaus – Amigos, o primeiro turno acabou e agora teremos o dia depois de amanhã. No primeiro momento vamos analisar com frieza a Câmara Municipal de Manaus renovada em mais de 50% como cravei no meu artigo anterior de 4 de novembro de 2020 aqui no DIÁRIO.

A bancada ‘Bolsonarista’ será uma realidade. Pelo menos no papel começará com seis vereadores (PSL/Patriotas/PRTB). A bandada do governador Wilson Lima terá outros seis representantes (PSC/PTB), além de, pelo menos, 13 municípios com seus aliados vitoriosos o que o recoloca no ‘game’ para 2022.

Ao senador Eduardo Braga coube outras 13 vitórias no interior e vários segundos lugares. E mesmo com a ausência que será sentida de um representante na Câmara, a ele caberá as maiores chances para ser o adversário de Wilson Lima na atual conjuntura.

Ao atual prefeito Arthur Neto serão dois defensores eleitos em Manaus para Câmara, além de três prefeituras no interior, o que o coloca em rota para o Senado da República, na minha humilde opinião.

O deputado Silas Câmara saiu muito fortalecido dessa eleição com oito prefeituras do interior e mais três vereadores na capital, além de vários segundos colocados no interior do Amazonas, o que deixa com a conjuntura consolidada para 2022, assim como o deputado Atila Lins, com vários prefeitos eleitos no interior e com uma representante na Câmara Municipal de Manaus.

Quem retorna ao cenário político no Estado é o DEM de Pauderney Avelino, com prefeitos de cidades grandes do interior eleitos (Parintins e Iranduba) e com um representante legítimo ‘Paudernysta’ na Câmara Municipal de Manaus.

Zé Ricardo garantiu sua reeleição com a votação expressiva recebida na capital além de duas prefeituras no interior (Curubão e Sabugo).

Já Coronel Menezes teve um votação estrondosa e possibilidades reais de 2022 ser conduzido a Brasília.
Em Manaus, David Almeida já começa o segundo turno com uma bancada 13 vereadores (Avante/PTC/PV/PROS/ DC/Republicanos e DEM) e Amazonino com outros cinco (PSL, Cidadania e Podemos).

Quanto às ‘viúvas’ temos a esquerda com dois vereadores (PT/PCdoB), outros três do Patriotas, além de três vereadores (PSB/Cidadania e PP).

Faça a sua aposta. Como ficará o dia depois de amanhã de 29 de novembro de 2020?

Pós-graduado em Políticas Públicas e superintendente do Patrimônio da União no Amazonas*

Anúncio