Bolsonaro mandou R$ 18,5 bilhões para o Amazonas. Cadê o dinheiro Wilson Lima?

A situação continua caótica na saúde pública, na economia e com o aumento incessante dos produtos, alimentos e combustíveis

Manaus – Sem resposta efetiva do Governo do Amazonas para os problemas sofridos pela população, a situação continua caótica na saúde pública, na economia e com o aumento incessante dos produtos, alimentos e combustíveis. Brincando com a população, após quase um ano do primeiro caso registrado de Covid-19 e com mais de 10 mil mortes confirmadas, o governador Wilson Lima anunciou a formalização do Comitê de Assessoramento Científico Externo para auxiliar no enfrentamento da doença. Ao contrário do que muitos pensam o presidente Jair Bolsonaro tem auxiliado nosso Estado durante toda a pandemia de Covid-19 com o repasse federal de R$ 18,5 bilhões. O que falta é gestão do Governo do Amazonas que continua em passos lentos.

Governo Federal

De acordo com a denúncia do deputado estadual delegado Péricles, diferente do que muitos têm divulgado, o Governo Federal tem auxiliado o Amazonas ao longo de todo o período da pandemia e de diversas formas. “Além de todos os insumos, equipamentos e profissionais da saúde, os repasses federais ao nosso Estado totalizam R$18,5 bilhões. Só´ de auxílio emergencial foram R$6,84 bilhões. Já´ pararam pra pensar o que não estaríamos vivendo se não fosse esse suporte?”

Amazonas

Quando a pandemia de Covid-19 se agravou no Estado do Amazonas, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma comitiva de secretários da saúde para analisar a situação do Estado e resolver as situações. Com isso, foi enviado diversos equipamentos de proteção individual (EPI), respiradores pulmonares, medicamentos, oxigênio, recursos humanos, entre outros. O parlamentar destacou que o que falta no Amazonas é gestão efetiva. “Falta planejamento e compromisso do Executivo Estadual. Não dá pra continuar com trapalhadas como horário reduzido pra alguns setores da economia. Não dá pra continuar errando às custas de vidas, de emprego e do sacrifício de toda a sociedade por conta da incapacidade de governar o Estado. O que tem faltado aqui e´ gestão, é preciso parar de errar e rápido”, enfatizou.

Lentidão

Com mais de 10 mil mortes confirmadas por Covid-19, o governador Wilson Lima anunciou ontem (2), a formalização do Comitê de Assessoramento Científico Externo para auxiliar no enfrentamento da doença. O comitê que deveria ser criado à um ano quando foi registrado o primeiro caso confirmado de Covid-19 em 13 de março é formado por pesquisadores de instituições locais, de outros estados e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Economia

A economia é uma situação preocupante no Estado que sofre com o sucessível fechamento do comércio por conta da prorrogação do vírus e aumento dos casos de Covid-19. Um estudo divulgado nesta semana pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) analisou que em 2020, no primeiro ano da pandemia, cerca de 610 estabelecimentos comerciais com vínculos empregatícios fecharam as portas no Amazonas. Segundo a CNC, o fortalecimento do comércio eletrônico e o benefício do auxílio emergencial criado pelo Governo Federal “permitiu que a população mantivesse algum nível de consumo, sendo um dos fatores que contribuíram para o reaquecimento do comércio”.

Anúncio