Com assinatura do presidente da ALE, faltam duas para abrir a CPI

E o que nos resta é questionar: o deputado que eu votei e ajudei a eleger, assinou o documento?

Manaus – Mais duas assinaturas fortificam a instalação da CPI da Pandemia que quer investigar a administração do governador Wilson Lima durante o período da pandemia de Covid-19 no Amazonas. Dos 24 deputados estaduais do Amazonas, apenas seis assinaram e concordaram com a investigação que vai tirar muita poeira debaixo do tapete da cúpula do Governo. Faltam apenas duas assinaturas para a abertura das investigações, e o que nos resta é questionar: o deputado que eu votei e ajudei a eleger, assinou o documento?

Assinaturas

Nesta quinta-feira (1º), o deputado Roberto Cidade, presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), foi o quinto parlamentar a assinar o requerimento de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Amazonas. Logo depois, foi a vez da sexta assinatura, do deputado Ricardo Nicolau. A investigação que foi proposta pelo deputado Dermilson Chagas, também possui as assinaturas dos deputados, Wilker Barreto, Nejmi Aziz e Delegado Péricles. Mas, para a instalação da CPI e início das investigações, são necessárias oito assinaturas.

Pandemia

Segundo o requerimento, apresentado no dia 17 de março, a CPI da Pandemia no Amazonas tem o intuito de investigar os atos administrativos do atual Governo e o gasto excessivo de recursos públicos, durante a pandemia de Covid-19 que vitimizou mais de 13 mil amazonenses. O foco das investigações será a crise do oxigênio no início do ano, o aluguel e contratos do Hospital de Campanha da Nilton Lins, entre outros escândalos denunciados por essa coluna, como o Consórcio Zona Norte que administra o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, referência para o tratamento de pacientes infectados.

CPI

De acordo com o requerimento, a instalação da CPI da Pandemia no Amazonas não é justificável apenas por indícios, caso claro é a investigação da Polícia Federal na Operação Sangria, mas em decorrência de atos desonestos. “Esse governo em outras oportunidades já se deparou inclusive em prisão de dois secretários de saúde, bem como de demais membros da cúpula do Governo” e reforça dizendo que “o governo do Estado inicia o ano de 2021 com uma dilapidação social nunca vista na história do Amazonas, descontrolando toda a rede de saúde com a crise do oxigênio, sendo necessário e oportuno apurar as denúncias de que o governo não se preparou mesmo quando avisado para o aumento da demanda”, cita.

Deputados

A Assembleia Legislativa do Estado é a Casa de 24 deputados, que acompanham, analisam e deliberam projetos de Lei importantes para o funcionamento do Estado, e também de muitas discussões, acordos e claro, bastidores. O deputado ou deputada que você se comprometeu, colocando na Casa Legislativa é a favor das investigações ou prefere que não aconteça? Esse questionamento só será respondido através das assinaturas.

Anúncio