EXCLUSIVO: ordem para comprar ventiladores superfaturados veio de Wilson Lima

A declaração é do ex-secretário de saúde do Estado, Rodrigo Tobias, à Polícia Federal (PF)

Manaus – A ordem para comprar os ventiladores pulmonares superfaturados foi dada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, segundo depoimento do ex-secretário de saúde do Estado, Rodrigo Tobias, à Polícia Federal (PF). A operação Sangria investiga compra e venda dos ventilares e indica organização criminosa, peculato e fraude a licitação com participação da cúpula do governo. Na 2ª fase, deflagrada na última quinta-feira (8), Rodrigo Tobias foi preso, juntamente com mais quatro envolvidos no esquema criminoso apontados pelo Ministério Público Federal (MPF).

O mandante

Em seu depoimento à Polícia Federal, Rodrigo Tobias, ex-secretário de saúde que permaneceu no cargo até o dia 7 de abril, revelou como foi apresentado para a empresa Sonoar e a insistência de Daniela Assayag em representar o governador nas reuniões do gabinete de crise da saúde. “No dia 2 ou 3 de abril, a secretária de comunicação Daniela Assayag compareceu no gabinete de Rodrigo, a pedido do governador, para saber como estava o processo de aquisição dos respiradores, insistindo que fosse realizada pela empresa Sonoar”, disse.

Sonoar

Tobias cita em seu depoimento a persistência de Daniela e Dayana Mejia, ex-secretária executiva de saúde da capital, para que os respiradores fossem comprados da Sonoar. “Tomou conhecimento da Sonoar por Dayana que solicitou que fossem adquiridos dessa empresa porque era de uma conhecia sua e falava conhecer Luciana que seria representante. Rodrigo criou uma desconfiança com Dayana ao ponto de pedir sua substituição que foi negada”, declarou.

Encontro

No dia 3 de abril, Rodrigo se encontrou à noite no aeroporto com o governador do Amazonas Wilson Lima, que estava aguardando uma carga de respiradores vindo do Rio de Janeiro no avião da FAB. Neste dia, Wilson insistiu que Tobias se encontrasse com Alencar. “No dia seguinte, Alencar foi no gabinete de Tobias, na presença do secretário executivo João Paulo e da responsável pelo setor de compras Alcineide Figueiredo. Durante a reunião, Alencar se apresentou como empresário e que teria sido indicado pelo próprio governador para orientar o governo sobre onde haveria disponibilidade de respiradores para aquisição”, consta no depoimento. Durante essa reunião, Tobias ligou para o governador para informar que estava com Alencar.

Avião do governo

Respondendo as suspeitas levantadas por esta coluna, os respiradores pulmonares comprados pelo governo do Amazonas da loja de vinhos que comprou da Sonoar, chegaram à Manaus no próprio avião do governo do Amazonas. “Os respiradores pulmonares da Sonoar, chegaram à Manaus através de avião do Governo Estadual e vieram de São Paulo. A ordem para trazer os respiradores até Manaus partiu do próprio governo”, disse.

WhatsApp

Mesmo sem participar, Tobias revelou a existência de um grupo no aplicativo WhatsApp denominado ‘respiradores’ onde seria debatido todos os procedimentos para a aquisição e ainda, manter Wilson Lima atualizado sobre a compra dos respiradores pulmonares.

*Apresentador do programa AMAZONAS DIÁRIO

Anúncio