Falta uma assinatura para investigar possível genocídio cometido pelo Governo do AM

No ano passado, a CPI da Saúde investigou os contratos dos últimos anos e constatou diversas irregularidades

Manaus – Falta apenas uma assinatura para a instauração da CPI da Pandemia na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) que vai investigar todos os contratos e despesas realizadas pelo Governo do Amazonas durante a pandemia de Covid-19. No ano passado, a CPI da Saúde investigou os contratos dos últimos anos e constatou diversas irregularidades, inclusive o caso da compra superfaturada de ventiladores pulmonares em uma loja de vinhos. Mas, por que tanta dificuldade na coleta de oito assinaturas entre os 24 deputados estaduais da Casa Legislativa? Será que porque esta CPI vai investigar exclusivamente os gastos da atual gestão?

CPI

A proposta para a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia na ALE, foi apresentada no dia 17 de março deste ano pelo deputado Dermilson Chagas. Há quase quatro meses, o pedido está esperando a assinatura de apenas oito dos 24 deputados estaduais para a instalação e início dos trabalhos de investigação, que tem o objetivo de apurar as supostas irregularidades e crimes cometidos pelo Governo do Amazonas durante o combate à pandemia da Covid-19. A CPI também vai investigar o uso das verbas federais, por parte do Governo, que estavam destinadas ao enfrentamento da pandemia.

Investigação

Serão 120 dias para os trabalhos de investigação que segundo o propositor, possui sete pontos principais, sendo o contrato de aluguel do Hospital Nilton Lins, omissão e negligência administrativa em relação à abertura de novos leitos já insuficientes antes da pandemia, falta de transparência aos órgãos de controle e à sociedade sobre as medidas de enfrentamento e gastos com a pandemia, gastos com publicidade em detrimento dos gastos com a saúde, uso de recursos para pagamentos de exercícios anteriores em plena crise sanitária, contratos milionários referentes às unidades prisionais em plena pandemia e a crise do oxigênio.

Deputados

O que chama atenção é a demora para a coleta das oito assinaturas necessárias. Apenas os deputados Dermilson Chagas, Wilker Barreto, Delegado Péricles, Nejmi Aziz, Roberto Cidade, Ricardo Nicolau e Fausto Jr, assinaram o pedido da CPI da Pandemia. Porque os demais parlamentares da Assembleia Legislativa não se comprometem? Será porque o foco da investigação serão as ações do governador Wilson Lima? O deputado que você ajudou a eleger, foi um dos que assinaram o pedido? Esse questionamento é de extrema importância, visando as eleições que se aproximam rapidamente.

Saúde

No ano passado, outra investigação na ALE movimentou o Amazonas e o Brasil. A CPI da Saúde constatou diversas irregularidades em contratos, serviços e gastos na área da saúde, denunciando mais de 50 pessoas que foram investigadas e ouvidas durante os trabalhos transmitidos ao vivo.

Anúncio