Governo empenha R$ 18 milhões com cultura, explica isso Wilson Paraguaçu?

Wilson Lima coleciona na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) diversos pedidos de impeachment, e o seu governo coleciona contratos tendenciosos

Manaus – As denúncias que esta coluna traz para a população amazonense, além de alertar é para despertar atitude dos deputados estaduais, assim como a Polícia Federal que deflagrou a Operação Sangria que investiga o esquema de compra superfaturada de respiradores pulmonares. Wilson Lima coleciona na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) diversos pedidos de impeachment, e o seu governo coleciona contratos tendenciosos que diariamente são denunciados. Muitos desses contratos são investigados pelos órgãos de controle do Estado. Mas, trago uma reflexão para vocês leitores: como que no início de um ano que sofreu com a segunda onda da pandemia, o governo do Amazonas conseguiu empenhar mais de R$ 18 milhões para eventos culturais?

Cultura

Em pesquisa no Portal da Transparência do Amazonas nos deparamos com mais contratos milionários do Governo do Estado, desta vez, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa por meio do Contrato de Gestão nº 001525 de 17 de novembro de 2020 com a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, pagou no último dia 27 de janeiro deste ano, mais de R$ 6,9 milhões. De acordo com a descrição é para manutenção dos serviços, gestão de recursos humanos, administrativos, financeiros, logístico e de infraestrutura e ainda gestão dos espaços culturais, administração dos recursos oriundos da exploração comercial e bilheteria, apoio na execução de políticas culturais e artísticas.

Eventos

Os pagamentos para a manutenção de questões relacionadas a eventos realizados pelo Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado de Cultura continuaram. Em 26 de fevereiro deste ano, mais um nota de execução de despesa foi lançada no valor de R$ 5,8 milhões. Segundo a nota, o contrato tem a vigência até o dia 27 de abril deste ano. No mês seguinte, no dia 29 de março, mais uma nota de execução de despesa foi emitida no valor de R$ 5,8 milhões.

Segunda onda

No início deste ano, o Amazonas sofreu duramente com a segunda onda da pandemia de Covid-19 por causa da falta de oxigênio nas unidades de saúde que matou dezenas de pessoas. Na corrida contra o tempo para salvar vidas, muitas famílias se contaminaram nas imensas filas em busca de um cilindro de oxigênio. Muitas vidas foram perdidas por isso também. Nesses três primeiros meses de 2021, o Governo de Wilson Lima através da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa já empenhou mais de R$ 18,6 milhões em serviços culturais com a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). Deste montante, já foram pagos mais de R$ 12,8 milhões.

Pandemia

Ano passado, quando a pandemia de Covid-19 chegou ao Amazonas, muitas atividades ficaram fechadas ou suspensas por muitos meses. Mas, o governo do Estado gastou por meio da Secretaria de Estado de Cultura para o mesmo serviço cultural com a AADC, mais de R$ 74 milhões, sem eventos culturais. O que está sendo feito com todo esse dinheiro?

Anúncio