Governo gasta três vezes mais com publicidade do que com auxílio para população

Enquanto a população morre de Covid e de fome, a propaganda milionária de um governo ‘perfeito’ é transmitida em televisões, rádio, sites e redes sociais

Manaus – O Governo de Wilson Lima que possui a maior rejeição de todos os tempos continua brincando com a população amazonense. Em um comparativo, o Estado gastou nos últimos dois anos de gestão mais de R$ 176,5 milhões em contratos com publicidade e propaganda, mas para criar o Cartão Auxílio Estadual para famílias em situação de vulnerabilidade gastou apenas R$ 60 milhões.

Cartão Auxílio

A população amazonense foi duramente afetada pela 2ª onda do novo coronavírus que fez milhares de vítimas fatais e prejudicou drasticamente o comércio da capital e principalmente, a renda mensal do manauara. O Governo do Amazonas lançou o Cartão Auxílio que vai beneficiar 100 mil famílias por o valor de R$ 200 durante três meses. O recurso público gasto com o projeto é de R$ 60 milhões. Um valor considerado ‘baixo’ se comparado com outros gastos do Estado, como por exemplo em propagandas.

Publicidade

Nos últimos dois anos de gestão de Wilson Lima, o Governo do Amazonas gastou com publicidade e propaganda mais de R$ 176,5 milhões em contratos com quatro empresas. Esse valor gasto com publicidade, é cinco vezes maior do que foi gasto com oxigênio no mesmo período, cerca de R$ 32,4 milhões com a única empresa que fornece o gás medicinal para o Estado, a White Martins.

R$ 600

Apenas o valor gasto no ano passado com publicidade e propaganda pelo governador Wilson Lima na Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), cerca de R$ 122,6 milhões daria para pagar o dobro do valor prometido pelo Governo do Amazonas para cada uma das 100 mil famílias de baixa renda que têm direito ao chamado Cartão Auxílio Estadual. Imagina a diferença que faria esse aumento no dia a dia das famílias que estão em situação de vulnerabilidade.

Pagamento

O Cartão Auxílio Estadual vai pagar R$ 600, em três parcelas de R$ 200 que pode ser usado exclusivamente pelas famílias contempladas na compra de itens da cesta básica, além de materiais de higiene e limpeza. Para a seleção das famílias beneficiadas com o auxílio, o Governo do Estado utilizou a base de dados do Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do Governo Federal, tendo como mês de referência novembro de 2020.

Publicidade

Segundo o Portal da Transparência, apenas nesses dois primeiros meses de 2021, o Governo do Amazonas já empenhou mais de R$ 14,3 milhões em publicidade e propaganda com as quatro empresas favoritas desta gestão. O orçamento autorizado para este ano para serem gastos na Secom é de R$ 84 milhões.

Covid-19

De acordo com o boletim diário do novo coronavírus, divulgado na noite desta sexta-feira (19) pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) foram registrados mais 1.950 novos casos de Covid-19, totalizando 303.586 casos da doença no estado. Mais 73 óbitos pela doença foram confirmados, elevando para 10.359 o total de mortes.

Anúncio