Mulher do secretário de Wilson Lima recebeu cinco parcelas do auxílio emergencial

A esposa que se cadastrou n programa do governo federal e recebeu cinco parcelas de R$ 1.200 do Auxílio Emergencial

Manaus – “O golpe tá ai, cai quem quer”, parafraseando a música que viralizou nas redes sociais, o governo de Wilson Lima está repleto de novidades que aos poucos são reveladas por fontes e denúncias anônimas. A surpresa desta vez veio do secretário de inteligência do Governo do Amazonas, que mesmo recebendo um salário mensal a cima de R$ 29 mil, tem uma esposa que se cadastrou e recebeu cinco parcelas de R$ 1.200 do Auxílio Emergencial. Será que a renda familiar se enquadrava para o recebimento desta ajuda do Governo Federal?

Auxílio Emergencial

Através de uma denúncia anônima, esta coluna teve acesso a documentos em que Rillyane Bruna Maia, CPF 026.*.*-38, nascida em 1995, se cadastrou para participar do maior programa de auxílio durante a pandemia de Covid-19 no Brasil. De acordo com os dados, Rillyane recebeu cinco parcelas do Auxílio Emergencial do Governo Federal, no valor de R$ 1.200, ao todo R$ 6.000. Porém, a citada é esposa do secretário executivo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) que possuí um ótimo salário.

Inteligência do Governo

De acordo com publicação do Diário Oficial do Estado (DOE), o secretário de inteligência, Samir Garzedim Freire, foi nomeado pelo governador Wilson Lima em 21 de agosto de 2019. Segundo informações obtidas no Portal da Transparência do Amazonas, Samir Garzedim, está lotado na Delegacia Especializada, é estatutário e sua remuneração total, apenas no mês de dezembro do ano passado, foi de R$ 28.484,38. Em um cálculo rápido, a remuneração de Gardezim, dariam quase 26 salários mínimos que está em R$ 1.100,00 no Brasil.

Não tem Lei

O governo de Wilson Lima mostra que não existem regras, leis ou protocolos. É notório que a vida financeira da família do secretário de inteligência não se enquadraria nos requisitos para quem deveria receber o auxílio emergencial do Governo Federal. Como protetor da Lei, o secretário não deveria ser o primeiro a dar o exemplo? “Lamentável isso. E sabe o que é pior? O benefício dela foi alto, com toda certeza colocou uma série de dados falsos para elevar o valor do benefício”, lamentou a fonte anônima.

Pandemia de Covid-19

O Auxílio Emergencial foi criado pelo Governo Federal para ajudar a população que ficou praticamente sem renda em razão da pandemia de Covid-19. Muitas famílias estavam e ainda estão enfrentando dificuldades, mas o auxílio foi um suspiro no meio do caos. Em 2020, o Governo Federal destinou aos amazonenses mais de R$ 4,4 bilhões em pagamento de parcelas do auxílio.

Anúncio