‘O povo está morrendo porque o governador é corrupto’

A declaração é do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto

Manaus – O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto, afirmou em plenário que vai acionar o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para que o governo pague constitucionalmente os recursos das emendas impositivas destinadas pelos parlamentares para ajudar o povo do Amazonas, principalmente na área da saúde. De acordo com o deputado que devolveu parte da emenda parlamentar para ser utilizada no combate ao novo coronavírus, o ‘govergonha’, Wilson Lima, além de roubar o Estado pratica inconstitucionalidade. Todos os deputados estaduais possuem um valor anual de emenda parlamentar em torno de R$ 6 milhões que é destinado pelo próprio parlamentar para áreas da saúde, educação, cultura, instituições sociais, entre outros.

Rouba o Estado

Segundo a denúncia do deputado Josué Neto, há quase dois anos, o pagamento das emendas impositivas direcionadas pelo parlamentar não estão sendo realizadas pelo Governo do Amazonas. “A emenda impositiva é uma instituição, é uma ferramenta institucional e constitucional. A emenda impositiva não é apenas impositiva à bancada governista. Não é ao bel prazer do senhor governador de plantão. Não é ele que decide quem paga e quem não paga. É constitucional”, disse.

Denúncia

No discurso, o deputado disse que o governador Wilson lima está praticando inconstitucionalidade, decidindo não pagar corretamente as emendas direcionadas. “O governador, além de roubar o Estado, pratica inconstitucionalidade. É por isso que eu estou aqui na tribuna, para dizer que eu estarei entrando com ações no Ministério Público e aonde for possível para que ele pague as emendas de todos os deputados, não só as minhas”, desabafou.

Emendas

O deputado apresentou dados sobre as aplicações das emendas impositivas nos últimos dois anos, durante a gestão de Wilson Lima. “Em 2019 dos R$ 6,5 milhões destinados a emenda impositiva que pertencia a mim, apenas R$ 2,1 milhões foram aplicados, ou seja, apenas 1/3 das emendas das quais eu destinei foram aplicadas na saúde, educação, assistência social, cultura, trabalho e produção rural. Em 2020, dos R$ 6,9 milhões da cota parlamentar de emenda impositiva que todo colega parlamentar tem direito, apenas R$ 4,5 milhões em torno de 65% foram aplicadas, com um detalhe, eu devolvi toda a minha emenda parlamentar para ser utilizada no combate ao Covid-19, está documentado nesta Casa e aí demonstra que o senhor governador, que não conhece nada e que não sabe de nada, tirou principalmente do povo do interior, ambulâncias semi UTI de um recurso que é constitucional, não é político”, enfatizou Josué Neto.

Polícia Federal

Finalizando seu discurso na Aleam, o deputado pediu que os demais parlamentares não entregassem a Casa Legislativa nas mãos do governador. “A justiça de Deus e a justiça do homem se fará em breve. Por isso, eu peço que os colegas, não entreguem essa Casa na mão dele. Se a gente entregar essa Casa na mão do ‘govergonha’, ele vai trazer a Polícia Federal aqui para dentro, como levou para casa dele, para o gabinete, para casa do vice-governador e para Susam. A Polícia Federal parece que é uma instituição do governo, já que todo dia está em uma secretaria e o ‘govergonha’ finge que nada está acontecendo. Se Deus permitir e entender que o povo do Amazonas está morrendo porque ele é corrupto, ele não rouba o dinheiro da saúde, ele rouba a vida do povo. É o pior governo da história do Amazonas”, desabafou.

*Apresentador do AMAZONAS DIÁRIO

Anúncio
Anúncio