Pai de menina de 14 anos suspeita de ser estuprada por candidato a prefeito de Manaquiri diz que processo está lento e pede justiça

Mesmo com inquérito instaurado, depoimentos colhidos, provas apreendidas e processo em andamento, o empresário Mário Augusto chama provas colhidas pela polícia de fake news

Manaus – Mesmo com inquérito instaurado, depoimentos colhidos, provas apreendidas e processo em andamento, o empresário Mário Augusto que é suspeito de manter relacionamento e engravidar adolescente de 14 anos em Manaquiri, chama provas colhidas pela polícia de fake news. Revoltado, o pai da menina que denunciou o caso à polícia, afirma que o processo de investigação está lento e pede justiça.

Denúncia do abuso

Com exclusividade, o pai da adolescente relatou como soube da gravidez da filha de 14 anos e quem seria o namorado. O pai denunciou o relacionamento da filha com o empresário e candidato à prefeitura de Manaquiri, Mário Augusto Tavares dos Santos. “Imediatamente, quando a mãe da minha filha disse que ela estava grávida e disse que um tal ‘Mário’ era o pai da criança, logo denunciei à justiça, fui na delegacia fazer boletim de ocorrência e no Conselho Tutelar. Minha filha foi abusada e nada está sendo feito”, disse o pai.

Apelo do pai da adolescente

Revoltado, o pai da jovem pede resposta da justiça, sendo que o suspeito de manter um relacionamento sexual com sua filha continua solto. “Minha filha foi abusada e nada está sendo feito. O processo está lento, não sei sobre o andamento ou o que está acontecendo. Enquanto isso, o suspeito continua de boa aqui no município e ainda é candidato a prefeito”, enfatizou.

Familiares da menina

Inconformados, os avôs da adolescente abusada pedem justiça e falaram que nunca imaginaram que isso poderia acontecer com alguém da família. “A gente sabe que ele tem dinheiro e que pode comprar tudo, mais a justiça de Deus é maior”, relatou os familiares da adolescente de 14 anos.

O suspeito

Com inquérito instaurado, depoimentos colhidos, processo em andamento, provas apreendidas, o suspeito de manter o relacionamento com a jovem de 14 anos, o empresário e candidato a prefeito de Manaquiri usou as redes sociais para afrontar a polícia civil.

Investigações sobre o relacionamento

No mês de agosto, foi registrado um Boletim de Ocorrência na 33ª Delegacia Interativa de Polícia informando que uma jovem de 14 anos estava grávida e que, possivelmente, era do empresário com quem mantinha relações sexuais, apontado como o pré-candidato a prefeito de Manaquiri, Mário Augusto.

Suspeito e adolescente

Aparelho celular apreendido para perícia mostra conversa entre uma familiar e a adolescente de 14 anos que relatou sobre o caso dos dois. De acordo com o investigador Marcos Dias responsável pela delegacia de Manaquiri, as investigações estão em segredo de Justiça. “O processo de investigação está na delegacia e estamos concluindo o procedimento ainda nesta semana e logo em seguida, enviaremos à Justiça”, explicou.

Anúncio