Prefeitura do interior do AM gasta R$ 4 milhões com equipamentos de informática

Enquanto os prefeitos do interior gastam em contratos, a segurança pública e principalmente a saúde seguem abandonadas

Em plena pandemia de Covid-19, a Prefeitura Municipal de Tefé pretende gastar mais de R$ 4 milhões com suprimentos de informática como impressora, tinta, leitor de cartão, rádio, roteador, entre outros. Em um comparativo, esta coluna constatou que outro município também pretende adquirir itens de informática, mas por um valor bem inferior ao praticado em Tefé. Enquanto os prefeitos do interior gastam em contratos, a segurança pública e principalmente, a saúde, seguem abandonadas.

Informática

No dia 30 de julho, foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas (DOM-AM), a Ata de Registro de Preço do Pregão Presencial nº 029/2021, assinado pelo prefeito de Tefé, Nicson Marreira Lima, que consagrou diversas empresas como vencedoras do certame para eventual fornecimento aquisição de materiais, equipamentos e insumos de processamento de dados.

Milionário

Os diversos contratos somados, ultrapassam o valor de R$ 4,3 milhões A Prefeitura de Tefé pretende adquirir itens como cartucho, toner, pen drive, cabo, carregador para pilhas, leitor de cartão, rádio com antena, teclado e entre outros. As empresas que vão dividir o montante milionário são: M A Maciel de Castro Eireli, H Neve Dias, F B da Cruz Eireli e M B S de Castro Eireli.

Equipamentos

Na mesma publicação do DOM-AM, a Prefeitura de Canutama homologou a formação do registro de preços para aquisição de equipamento, preços e suprimentos de informática e áudio para as secretarias, gabinete e demais órgãos do município, pelo período de 12 meses. O valor global do contrato é de R$ 390,9 mil e consagrou a empresa Tarciana Nascimento de Almeida, foi assinado pelo prefeito do município, Zé Roberto.

Diferença

O prefeito de Tefé, Nicson Marreira Lima pretende gastar R$ 4,3 milhões segundo a publicação, em comparação com o município de Canutama, a diferença é de R$ 3,9 milhões a mais com produtos de informática para a prefeitura. Esse recurso público não poderia ser melhor investido em outras áreas como a saúde, educação, segurança e infraestrutura?

Insegurança

Na última semana, o deputado Dermilson Chagas denunciou por meio das suas redes sociais que constatou a situação de abandono da segurança pública em municípios do interior do Amazonas como Anori, Santo Antônio do Iça, Fonte Boa e Jutaí. Para o parlamentar, o abandono das delegacias do interior é a consequência da falta de investimento do Governo do Amazonas na segurança pública.

*Apresentador do programa AMAZONAS DIÁRIO

Anúncio