As lições da pandemia

Os alertas mostram que Manaus é uma das capitais que mais preocupam o governo federal

Manaus – O sistema de saúde brasileiro está à beira do colapso. Os alertas mostram que Manaus é uma das capitais que mais preocupam o governo federal. À medida que as pessoas evitam o isolamento social, a rede pública e a particular ficam sobrecarregadas de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19).

Os efeitos para a vida e para a economia hoje são cada vez mais claros, até mesmo para quem insiste em renegar a existência de um inimigo que tem feito milhares de vítimas mundo afora.

Mas, diante das previsões dos especialistas, nesse momento de incertezas, quero aqui refletir: e quando toda essa crise passar (eu acredito que venceremos em breve)? O que vamos aprender com essa guerra sem canhões e metralhadoras? Como será a vida pós-Covid-19?

Para começar, ficam as lições sobre as prioridades dos governos na aplicação de mais recursos para a ciência, a saúde, o saneamento básico e habitação de qualidade às populações mais vulneráveis; e mais essencial ainda, a modernização das universidades para a formação desses exércitos de homens e mulheres, especialistas nas áreas voltadas para a qualidade de vida.

Hoje, mesmo diante de um inimigo invisível que nos força a nos cumprimentar a distância – numa terra onde o aperto de mão e o abraço caloroso são costumes -, já é possível perceber mais aflorada a solidariedade, um mundo menos individualista.

No pós-Covid-19, se mantivermos o isolamento social, muitas vidas serão salvas. Ficará, é claro, uma economia estilhaçada, cujos cacos teremos que juntar. Será o momento de o governo lançar mão, por exemplo, do aumento da tributação sobre as altas rendas, como heranças e patrimônios.

No mais, vamos confiar que os repasses emergenciais cheguem aos governos, prefeituras, trabalhadores formais e informais e empresários, para que passemos por essa pandemia mais tranquilos, fortalecendo os valores familiares.

* Deputado estadual da 15ª a 17ª legislatura, governador do Amazonas em 2017 e presidente estadual do partido Avante no Amazonas