Segurança jurídica com pessoas inseguras?

Quando o cidadão precisa optar entre a vontade da lei e a sua vontade, qual deve prevalecer?

Antes de falar em princípios gerais do Direito, o ser humano precisa rever seus próprios princípios. O processo civilizatório revela que somos uma máquina em constante conserto aqui nesse mundo. Quando o cidadão precisa optar entre a vontade da lei e a sua vontade, qual deve prevalecer?

Nesse momento, tudo vai depender da formação familiar do indivíduo, daqueles princípios que somente podem ser ensinados pelo exemplo de pai e mãe. Enquanto meu pai me ensinava o porquê era errado burlar as regras do jogo, a universidade apenas mostrava que o jogo tinha regras.

Por esse motivo, acredito que tem coisas do Direito que só são resolvidas no seio familiar. 

Na minha visão, a segurança jurídica pressupõe crianças seguras em sua formação, pois a boa aplicação do ordenamento jurídico depende da boa formação de quem o aplica.

Anúncio