Manejo, incentivo e desenvolvimento

A exemplo do que já ocorre com o pirarucu na RSD Mamiraurá, por que não investir e incentivar o fortalecimento da cadeia produtiva do manejo e beneficiamento do jacaré?

Manaus – É inegável o enorme potencial turístico e econômico do nosso estado do Amazonas. A fartura está nos rios e nas florestas. Então, sejamos práticos. A exemplo do que já ocorre com o pirarucu na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RSD) Mamiraurá, em Fonte Boa (a 678 quilômetros a oeste de Manaus), por que não investir e incentivar o fortalecimento da cadeia produtiva do manejo e beneficiamento do jacaré?

O primeiro passo já foi dado. A certificação do primeiro abatedouro de jacaré do Amazonas com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), fez da Empresa Plantar o primeiro estabelecimento de abate e entreposto de jacaré com autorização para a comercialização estadual. A empresa, também instalada na RSD Mamirauá, mas no município de Uarini (a 565 quilômetros a oeste de Manaus), estima a geração de mais de 50 postos de trabalho diretos para a produção e administração técnica das atividades de captura e no processamento de crocodilianos.

E, quando falamos em empregos diretos, logo nos vem à cabeça a movimentação no entorno dessa produção e quantos fatores envolvem essa cadeia produtiva. Isso porque, para cada emprego direto, três indiretos são gerados. O resultado disso é o desenvolvimento da cidade e adjacências. Mas, diante de todo esse potencial, podemos avançar ainda mais. Já nos reunimos com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles; com os secretários estaduais do Meio Ambiente, Marcelo Taveira; da Produção Rural, Petrúcio Júnior; e com o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, e discutimos tratativas sobre o fortalecimento das ações e projetos voltados para o manejo do jacaré no Estado.

Todos têm ciência do mercado promissor para o produto e que o Amazonas dispõe de mecanismos para ampliar e investir nessa cadeia produtiva. Agora é hora de fortalecer, também, o engajamento tanto do legislativo quanto do executivo nessa questão. O interior do Estado precisa avançar. Estamos juntos, Amazonas!

*Deputado estadual (Republicanos)

Anúncio