Acidente com morte: motorista de Porsche a 250 km/h é solto pela Justiça

Prisão preventiva foi convertida em medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica

Belo Horizonte – O empresário e DJ Rodrigo Rodrigues Andrade Chiatti, motorista da Porsche, avaliado em cerca de R$ 800 mil, que se envolveu em grave acidente no dia 11 de dezembro, na região oeste de Belo Horizonte, foi solto pela Justiça, após ser beneficiado por um habeas corpus, nessa sexta-feira (29). Ele foi preso no dia do acidente.

(Foto: Reprodução)

Câmeras de Vigilância registraram o exato momento de um acidente fatal envolvendo a Porsche, na madrugada do dia 11 de dezembro, na Avenida Barão Homem de Melo, bairro Estoril. Um homem morreu e o outro ficou gravemente ferido.

De acordo com a perícia realizada nos destroços do carro, o velocímetro parou na marca dos 250 quilômetros por hora. O passageiro identificado como  Cayke Pelegrino Tavares, 32,  foi arremessado para fora do carro, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Na decisão de soltura do DJ, a desembargadora alegou que há ausência de perigo. “Dessa forma, entendo não haver nos autos motivos suficientes para, na forma da atual legislação processual penal pátria, manter-se a prisão preventiva do paciente, sendo adequado ao caso em apreço, pelo menos por ora, a revogação da prisão preventiva com aplicação de medidas cautelares diversas possíveis ao caso…”, escreveu.

Com a decisão, a prisão preventiva foi convertida nas seguintes medidas cautelares:

* Uso de tornozeleira eletrônica;
* Proibição de frequentar bares, restaurantes, boates, festas e confraternizações;
* Proibição de sair de Belo Horizonte, Minas Gerais e Brasil sem autorização;
* Recolhimento do passaporte;
* Comparecimento periódica à autoridade judiciária.

Na época do acidente, a polícia informou que, em razão da gravidade do acidente, o motorista não realizou o teste do bafômetro no local do acidente.

Anúncio