Após matar ex, homem comete suicídio em hotel na zona leste de SP

Na quinta-feira (17), Edgar Napolitano disparou duas vezes contra a vítima e fugiu. Filhos presenciaram agressões antes do crime

São Paulo – Um homem se matou nesta segunda-feira (21), na Vila Carrão, zona leste de São Paulo (SP), dias após matar a ex-mulher por não aceitar o fim do relacionamento. Ele estava escondido em um hotel da região e, ao notar a chegada da polícia hoje, cometeu o suicídio. As informações são da Record TV.

Na última quinta-feira (17), Edgar Napolitano havia ido até a casa de Paloma Oliveira e, na frente dos filhos do ex-casal, puxou a vítima pelos cabelos, levou a mulher ao carro e foi até o estacionamento de um centro comercial, onde disparou duas vezes contra ela e fugiu.

Foto: Reprodução Record TV

Depois do crime, ele fugiu e abandonou o carro a dois quarteirões do local.

Dias antes de matar a ex-companheira, com quem foi casado por 19 anos, ele enviou um áudio a ameaçando. “Eu te cato em qualquer lugar. Você sai para trabalhar, você dorme à noite, não tem forro aí… Eu pulo pela rua de trás, eu entro aí. Tá faltando pouco pra mim. Eu vou aí, pronto e acabou”, disse.

Após matar Paloma, Edgar enviou fotos dela baleada para uma amiga da vítima. Foi assim que Renata Ferreira soube da morte da irmã.

“Eu tive certeza de que minha irmã tinha morrido na hora que vi a foto”, conta Renata.

Histórico de agressões

Edgar já possuía um histórico de violência. Ele foi preso por dois meses por ter agredido Paloma e tinha uma medida protetiva contra ele, que o impedia de se aproximar da ex, mas foi solto logo depois.

Apesar do comportamento, Renata comenta que Paloma pensava que ele não chegaria a esse ponto e acreditava em sua melhora. “Ele sempre foi agressivo”, conta Renata.

O caso está registrado no 10° Distrito Policial da Penha.

*Com informações do R7, da Record TV e da Agência Record

Anúncio