Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia oferece telemedicina gratuita

O isolamento social na pandemia fez com que novos casos surgissem e não fossem tratados

São Paulo – Por causa da pandemia de Covid-19, muitos pacientes com câncer deixaram de buscar ajuda com medo de se contaminarem. O isolamento social fez com que novos casos surgissem e não fossem tratados. Para facilitar o acesso aos pacientes, a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), em parceria com a biofarmacêutica Biomm, empresa de medicamentos biológicos para doenças crônicas, lança o projeto Telemedicina Abrale.

Abrale ofrece telemedicina gratuita. (Foto: Divulgação)

Pacientes e familiares com diagnóstico confirmado para leucemias, linfomas, mieloma múltiplo, mielodisplasia e doenças do sangue (PTI, policetemia vera, trombocitemia essencial, HPN e anemia aplásica), terão acesso a especialistas da Onco-Hematologia para esclarecerem dúvidas sobre assuntos relacionados às doenças e seus tratamentos. Os atendimentos serão gratuitos.

Haverá uma teleorientação, na qual os pacientes receberão orientações básicas quanto à patologia, sinais e sintomas e também quanto ao uso de medicação, etapas do tratamento e hábitos que possam aliviar sintomas e prevenir complicações.

A pessoa também poderá passar por teleconsulta, com a indicação de exames que o paciente deverá solicitar ao médico de origem, poderá conferir a segunda opinião de um profissional de saúde e orientação sobre o uso de remédios coadjuvantes no tratamento, para prevenção e/ou alívio dos efeitos colaterais.

Inicialmente, o projeto irá atender 300 pacientes, no período de um ano, até abril de 2022. “Ficamos muito contentes em poder contar com esta parceria. A telemedicina, um importante instrumento para a saúde, ainda não é uma realidade para os pacientes do SUS e poder possibilitar o acesso a este grupo é muito gratificante. Diariamente recebemos dezenas de dúvidas na Abrale e temos certeza de que este serviço virá para somar em nosso acolhimento”, afirma Merula Steagall, presidente da Abrale

“A iniciativa contribuirá para cuidar da saúde, possibilitando acesso, e preservar os pacientes com câncer durante o isolamento, já que fazem parte dos grupos de risco. Estamos gratos por concretizar esta ação neste momento tão crítico para a população em geral e para o sistema de saúde do País”, diz Heraldo Marchezini, CEO da Biomm.

Para mais informações sobre como ter acesso aos atendimentos, confira a programação completa no site (https://www.abrale.org br/).