Cadela é morta com tiro por policial civil; veja vídeo

Agente abordou grupo de artistas na Praça da Bandeira e afirma ter disparado acidentalmente contra animal ao tentar afastá-lo

Rio de Janeiro – Um policial civil matou uma cadela após atirar contra o animal na Praça da Bandeira, no Centro do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (19).

Cadela é morta com tiro por policial civil. (Foto: Reprodução)

A cadela, que se chamava Malu, pertencia ao malabarista colombiano Fabian Sanchez. Ele e os amigos, que fazem números circenses nos sinais de trânsito, contam que foram abordados pelo agente enquanto estavam na praça.

Na delegacia, o policial disse ter sido atacado pelo animal e afirmou que sacou a arma apenas para espantá-lo, mas acabou disparando acidentalmente. Por ter se apresentado espontaneamente à unidade, ele não ficou preso.

À Record TV, Fabian disse também se sentir “morto”. A artista circense Mailme da Silva, que presenciou o ocorrido, contou que os animais participam dos números e estão acostumados a lidar com pessoas, e relatou que não houve tentativa de diálogo por parte do agente na praça.

Em nota, a Polícia Civil informou que a Corregedoria da corporação irá apurar o caso com rigor. Câmeras de segurança da região podem ajudar a esclarecer o ocorrido.

Veja:

Anúncio