Cantor é acordado pela polícia e preso por suspeita de chefiar tráfico de drogas

Gustavo Fildzz, que também já foi atleta da seleção de ginástica artística, é vocalista da banda Aliados

São Paulo – O cantor Gustavo Fildzz foi preso nesta quarta-feira (2), suspeito de tráfico de drogas e associação ao tráfico, na Praia Grande, litoral de São Paulo. Ele é apontado como responsável por dois endereços em Praia Grande utilizados para plantações de maconha. O homem é ex-atleta de ginástica olímpica e vocalista da banda Aliados.

Cantor é acordado pela polícia e preso por suspeita de chefiar tráfico de drogas  (Foto: Reprodução)

cantor foi acordado pela polícia e além dele, uma outra pessoa foi presa. Estufas de maconha e drogas K9, que eram vendidas na capital paulista, foram apreendidas pela polícia. Segundo a corporação, os detidos produziam skank, haxixe e K9 no campo do Forte e em um bairro próximo.

Gustavo alegou que as drogas eram para consumo próprio, inclusive sob prescrição médica. Fildzz foi campeão pan-americano em 1999 e também participou do festival LollaPalooza. Os investigadores acreditam que o cantor realizava a venda de drogas em festivais.

O resultado da apreensão é continuidade de um trabalho anterior da polícia para localizar e prender produtores de droga na Baixada Santista. As investigações da polícia já prenderam outros traficantes de classe média que viviam em condomínios de luxo, além de outras duas pessoas ligadas a Fildzz.

Um deles é um skatista que passou muito tempo em Los Angeles participando de campeonatos e quando voltou para o Brasil entrou para o tráfico.

Em 6 meses a polícia prendeu três toneladas de drogas. Há 15 dias identificou pessoas em São Paulo com carga de uma tonelada de entorpecentes com destino à baixada santista, para distribuição.

Anúncio