Caso Lázaro: policiais se revezam nas buscas e mudam estratégia

Forças de segurança abandonam entra e sai de carros nas propriedades da região e passam a usar viaturas descaracterizadas

Goiás – No 16º dia de buscas por Lázaro Barbosa, os policiais envolvidos na força-tarefa adotaram um revezamento, mas mantêm a caçada ininterrupta pelo serial killer de 32 anos. A operação agora é mais silenciosa, uma nova estratégia adotada pela polícia. As informações são da Record TV.

PRF intensifica blitz nas rodovias para tentar impedir fuga de Lázaro Barbosa. (Foto: Reprodução)

Centenas de policiais estão espalhados na mata, sem aquele entra e sai de viaturas na base das forças de segurança. Também veículos descaracterizados são usados na missão, que teve o perímetro de buscas ampliado.

A estimativa é de que Lázaro já percorreu área de 120 quilômetros durante a fuga. Há expectativa de rendição do procurado, com o intermédio de advogados ou de familiares. Se preso, ele deve ser levado direto para Goiânia, onde vai prestar depoimento.

Buscas

Nesta quinta-feira (24), foram intensificados os bloqueios em rodovias com a verificação de veículos na região de Girassol (GO). O objetivo é impedir a fuga do foragido para outro estado.

As equipes trabalham dos dois lados da BR-070, mas informações oficiais sobre o paradeiro de Lázaro Barbosa estão cada vez mais escassas.

A Secretaria da Segurança Pública descartou que o carro encontrado queimado na mata tenha sido usado pelo serial killer. O veículo foi periciado e não tinha motor. Uma casa que teria sido invadida por Lázaro também é alvo de buscas e perícia.

Segundo a Polícia Civil, o disque denúncia já recebeu cerca de 4 mil ligações, a grande maioria opiniões sobre o caso. Para auxiliar o trabalho de inteligência foi lançado um aplicativo gratuito onde podem ser feitas denúncias e também pedidos de socorro.

Anúncio