Com crescimento do número de idosos, aumenta procura por profissionais de saúde no país

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 14,6% da população do país tem 60 anos ou mais

Manaus – A população mundial está envelhecendo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Até 2050, o mundo terá mais de 2 bilhões de idosos. No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 14,6% da população do país tem 60 anos ou mais, o que equivale a 30,3 milhões de pessoas. Com o crescimento desse grupo populacional, a tendência é aumentar a necessidade por profissionais qualificados para atender a esse público.

No Brasil, 14,6% da população do país tem 60 anos ou mais. (Foto: Divulgação / Assessoria)

A coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Santa Teresa, Karine Garcêz Mc Comb, ressalta que o envelhecimento costuma trazer diversos impactos à saúde, como redução de mobilidade e doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Para que isso não ocorra e as pessoas dessa faixa etária envelheçam de forma saudável, é preciso que se adote uma postura preventiva, desde a juventude.

“Fala-se muito em chegar à terceira idade com qualidade. Para que isso ocorra, a adoção de hábitos saudáveis é essencial, como praticar atividades físicas, alimentar-se bem, não fumar, dormir no mínimo 8 horas, controlar o estresse e realizar exames preventivos regulares”, pontuou.

Segundo Karine, a demanda do mercado de trabalho por pessoas capacitadas para atuarem com esse público, de maneira eficiente e humanizada, é crescente. Os profissionais mais procurados são médicos e enfermeiros, além de nutricionistas, psicólogos, biomédicos, educadores físicos e fisioterapeutas.

A coordenadora destaca que a atuação integrada das áreas da saúde é e será ainda mais importante no futuro, para o atendimento ao idoso. Essa atuação conjunta, de acordo com ela, deve começar antes mesmo da terceira idade.

No caso da Enfermagem, o papel do profissional na equipe multidisciplinar está centrado na orientação do idoso e seus familiares para que passe por essa fase da vida da melhor maneira possível.

De acordo com Karine, visando a esse aumento da demanda, os currículos dos cursos superiores das áreas de saúde vêm sendo adaptados para que os profissionais estejam qualificados para atender as necessidades do público da terceira idade. É o caso da Faculdade Santa Teresa, em que os alunos dos cursos da área de saúde têm disciplinas específicas, com foco no aprofundamento do conhecimento das necessidades desse público.

Anúncio