Criança tem infecção grave após madrasta obrigá-la a comer largatixa

A mãe da criança disse que o caso aconteceu quando o filho de 11 anos foi passar um final de semana na casa do pai

Distrito Federal – Um menino de 11 anos ficou em estado grave após ele ter sido obrigado pela própria madrasta a engolir uma largatixa morta. A criança foi internada no sábado (11), seis dias após comer o animal, e ter uma infecção no estômago.

(Foto: Reprodução)

O caso aconteceu no Distrito Federal, quando o menino estava na casa do pai. Ao Metrópoles, a mãe do menino revelou que a madrasta junto a atual sogra do seu ex-marido foram as responsáveis por matar a largatixa e obrigar a criança a engolir o animal.

“Elas contaram ao meu filho que tinham o costume de comer lagartixas no passado e que nada aconteceu. Então, mataram uma [lagartixa] e o obrigaram a comer. Isso no domingo (5/11). No dia seguinte, meu menino começou a passar muito mal. Foi aí que ele contou para minha avó o que tinha acontecido. Ele perguntou se ela [avó] já havia comido lagarto e disse que desde que ingeriu um, começou a passar muito mal”, declarou a mãe.

Segundo a mulher, a informação passada pelo filho foi confirmada pelo pai da criança em conversas no WhatsApp. Nos diálogos, o homem contou que não estava no momento em que o caso aconteceu. Ele havia saído e deixado o menino sob cuidados da companheira e da atual sogra.

A criança apresentou vômitos incessantes e foi diagnosticada com grave infecção intestinal. Um boletim de ocorrência sobre a situação foi registrado. A 2ª Delegacia de Polícia de Formosa investiga o caso

Anúncio