Crianças estão entre os 33 feridos após calçada desabar em Joinville; veja vídeos

Bebê de 3 anos com suspeita de traumatismo craniano precisou passar por cirurgia

Joinville – Onze crianças estão entre os 33 feridos após uma calçada desabar em Joinville, Santa Catarina, na noite desta segunda-feira (22). O acidente aconteceu por volta das 19h45 do horário local, enquanto muitas pessoas assistiam a abertura das festividades de natal.

Muitos vídeos divulgados nas redes sociais mostram o momento em que a calçada desaba e o desespero das famílias que caíram no rio Cachoeira, inclusive crianças que estavam acompanhadas dos responsáveis.

“Ouvi estrondo, quando olhei pro lado, vi um pouco de fumaça, como se a construção tivesse caído, e um monte de gente gritando”, conta Daniel Paulo Bergamin, que testemunhou a queda.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer o resgate das vítimas. Nas redes sociais, o prefeito da cidade foi bastante criticado por dar continuidade à cerimônia de natal, mesmo em meio à tragédia. Alguns vídeos mostram o coral natalino cantando enquanto os bombeiros trabalham no resgate e ambulâncias chegam para levar as vítimas aos hospitais.

Vítimas

A prefeitura de Joinville divulgou um comunicado sobre o estado de saúde das vítimas. Ao todo, 22 pessoas foram encaminhadas ao Hospital São José. Dez são homens com idades entre 15 a 67 anos e onze são mulheres com idades entre 18 a 70 anos, além de uma menina de 9 anos. Todos estes pacientes receberam alta ainda na noite desta segunda-feira (22).

As outras crianças foram encaminhadas ao Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria. Entre os pacientes estão seis meninas com idades entre 2 a 9 anos e cinco meninos com idades entre 1 a 11 anos. O estado de saúde das crianças é considerado estável.

Segundo informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, uma criança de 3 anos teve suspeita de traumatismo craniano e precisou passar por cirurgia.

O local do acidente foi interditado. Equipes da Defesa Civil estão no local realizando perícia na manhã desta terça-feira (21). A perícia suspeita de rachadura na galeria de águas subterrâneas. A Defesa Civil analisa também o comprometimento da estrutura.

Veja os vídeos:

Anúncio