Equipe médica prepara surpresa de casamento para paciente com Covid-19; veja vídeo

Momentos como esse acontecem no hospital com alguma frequência e fazem parte do projeto Música no CTI

Belo Horizonte – Aniversário de casamento é sempre uma data especial para os envolvidos. Mas para Bárbara Bernardes e Marlon Arlen o último conseguiu ser ainda mais emocionante do que todos os outros 15 juntos. Marlon e Bárbara foram contaminados pelo vírus da Covid-19 em março deste ano. Bárbara teve sintomas como dor de garganta, perda de olfato e paladar e cansaço.

Equipe médica prepara surpresa de casamento para paciente com Covid-19; veja vídeo. (Foto: Reprodução)

O marido de Bárbara desenvolveu a forma mais grave da doença e precisou ser internado no Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, em Belo Horizonte (MG). Marlon se recupera no Centro de Terapia Intensiva (CTI) e as visitas tornaram-se raras. Porém, como ele não está mais no período de transmissão do vírus, o hospital resolveu abrir uma exceção.

“Fiz um pedido ao Dr. Juarez, para poder visitá-lo no dia 22 de abril, pois seria nosso aniversário de 16 anos. Prontamente, o Dr. Juarez permitiu, principalmente por perceber que Marlon estava sempre muito ansioso e angustiado”, conta a esposa.

A serenata

Só que Bárbara não fazia ideia da surpresa que a equipe que cuida de Marlon havia preparado para celebrar a data, sem que ela e Marlon desconfiassem de nada: uma linda serenata com as canções favoritas do casal.

Quem puxou a cantoria foi o médico intensivista, Bruno Resende, acompanhado pela fonoaudióloga Luiza Castro e a enfermeira Mariane Gandra.

“Sinto que é um dever trazer alívio e esperança num momento de tanto sofrimento, observando todas as suas dimensões. Com certeza traz força a ele na guerra contra a doença”, relata Bruno.

“Serei eternamente grata! Eu ganhei o maior presente que eu poderia receber daquela equipe, que foi a vida do meu marido, salva por eles e por Deus. Mas jamais imaginaria que ainda ganharia uma serenata, com a voz do Dr. Bruno e da equipe toda”, agradece Bárbara.

“Eu e Marlon não somos os protagonistas [dessa celebração], apenas coadjuvantes. As estrelas são a equipe do CTI 06 do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro. Eles são as peças principais e fundamentais para eu e Marlon completarmos 16 anos de união“, completa.

Música no CTI

Momentos como esse acontecem no hospital com alguma frequência e fazem parte do projeto Música no CTI.

Inicialmente, era voltado para os profissionais de Saúde que estão na linha de frente de combate ao novo coronavírus. Só depois foi estendido aos pacientes fora do isolamento no Centro de Tratamento Intensivo.

“O abrandamento do sofrimento é visível, inclusive para nós que tocamos. Ver a alegria e alívio do sofrimento como resultado do nosso cuidado é gratificante frente a toda frustração que a doença nos traz”, diz Resende.

Por fim, o médico deixa uma mensagem para continuarmos tomando todas as medidas de prevenção ao contágio da Covid-19.

“A guerra não acabou. Os números e perdas ainda estão altos. É essencial que cada um faça a sua parte pra que possamos voltar a uma normalidade o mais breve possível.” 

Partindo de um ponto inicial, eles terão que se equilibrar em dois cipós até buscarem as letras em outro ponto localizado no campo de provas. Cada marido ou esposa deve realizar, no mínimo, cinco viagens e pegar apenas uma letra por vez. Haja fôlego! Vence o casal que conseguir formar a palavra “Felicidade” no menor tempo possível.

Diante de uma prova que exigiu muito dos participantes, Li Martins chegou a passar mal após o desafio e contou com o apoio de seus colegas de confinamento.

A pressão do jogo acirrou os ânimos entre os casais, que já perceberam a formação das primeiras panelinhas, estratégias e fofocas entre os adversários.

Veja vídeo:

 

Anúncio