Escritório desiste de defesa no caso do empresário que agrediu modelo

Novas denúncias contra o empresário realizadas por pelo menos outras dez mulheres incluem crimes sexuais, como estupro e tatuagens forçadas

São Paulo – A defesa do empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira, acusado de agredir a modelo Alliny Helena Gomes, 37 em uma academia de ginástica de cidade de São Paulo, desistiu do caso. O escritório abandonou o cliente após uma série de novas denúncias serem realizadas contra o empresário.

(Foto: Reprodução / Instagram / @thiagobrennandfv)

Os motivos da saída do escritório Cavalcanti Sion Advogados não foram informados. A assessoria disse apenas que outros dois escritórios de advocacia continuarão representando Thiago Brennand.

Leia mais:

Empresário que agrediu modelo em academia despreza Brasil: ‘Sociedade muito indesejável’

MP denuncia empresário que agrediu modelo em academia de SP

Justiça dá prazo de 10 dias para empresário que agrediu mulher em academia volte ao Brasil

As novas denúncias contra o empresário realizadas por pelo menos outras dez mulheres incluem crimes sexuais, como estupros e tatuagens forçadas. Outros dois homens também acusam Thiago de agressões. Um dos escritórios que deve prosseguir com a defesa do empresário é formada pela maioria por profissionais do sexo feminino.

O empresário foi denunciado pelo Ministério Público por lesão corporal ao agredir a modelo e também por corrupção de menores, pelo entendimento do homem ter incentivado o próprio filho a também agredir a modelo, menor de idade a agredir verbalmente a mulher.

Anúncio