Funcionários de igreja entram em greve por atrasos em salários

Igreja Mundial estaria atrasando o pagamento de salários e deixando de depositar o FGTS

São Paulo – Funcionários da Igreja Mundial do Poder de Deus entraram em greve na última quarta-feira (10). Os grevistas afirmam que a instituição do pastor Valdemiro Santiago tem deixado de cumprir obrigações trabalhistas, atrasando os salários e o vale-alimentação.

Segundo informações do colunista do UOL , Ricardo Feltrin, outra queixa são as irregularidades no depósito do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

No início deste ano, a Igreja Mundial também foi alvo de reclamações de funcionários. No auge da pandemia de Covid-19, um culto em Curitiba, no Paraná, foi interrompido pela polícia após denúncias de aglomeração.

Também não é a primeira vez que o nome de Valdemiro Santiago está no centro de uma polêmica. Em outubro, o pastor foi condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 35 mil ao governador da Bahia, Rui Costa (PT), após dizer que ele “fez pacto com o capeta”.

O movimento grevista conta com o apoio do Sindicato do Radialistas do Estado de São Paulo. Os cultos transmitidos pela televisão são reprises, já que apenas trabalhadores em funções de gerência e direção seguem trabalhando.

Em resposta ao sindicato, a Igreja Mundial afirmou que não tem verbas para pagar os funcionários no momento.

Anúncio