Homem leva cobra morta a hospital após ser picado; veja vídeos

Acompanhantes protagonizaram uma briga com seguranças após paciente ter a entrada barrada. O homem foi atendido

Brasilia – Um homem picado por uma cobra levou o animal morto ao hospital para facilitar a identificação de qual soro deveria ser aplicado para combater o veneno. O momento foi registrado por pessoas que acompanhavam a vítima, e o vídeo viralizou nas redes sociais. O caso ocorreu na noite da segunda-feira (27), no HRG (Hospital Regional do Gama), no Distrito Federal.

Nas imagens é possível ver a cobra, com a cabeça decepada, sendo retirada de um saco plástico. O homem ferido, que não teve a identidade divulgada, aguarda atendimento no chão, enquanto ocorre uma discussão entre pessoas que estavam no hospital e os seguranças da unidade. Alega-se que houve agressão aos acompanhantes, que tentavam fazer com que a vítima fosse atendida.

(Foto: Reprodução)

Uma mulher grita que o segurança “bate em mulher” e pede socorro. “O homem vai morrer. Ele tem família, faz alguma coisa”, disse, desesperada. “Eu só quero tomar um soro, só isso”, explicou o homem. A Polícia Militar do Distrito Federal foi acionada para intervir na discussão generalizada.

“Chegando ao local, os policiais se depararam com uma situação de desordem em que populares tentavam entrar com o rapaz, que havia sido ferido pela cobra, por um local errado. A própria equipe, então, solicitou que o vigilante colocasse o rapaz para dentro, o qual foi atendido pela equipe médica, cessando imediatamente a confusão”, afirmou a PMDF. Os envolvidos foram encaminhados à 20ª DP (Gama) para registro de ocorrência.

A direção do hospital reiterou que a vítima não foi levada à portaria da clínica médica, local a que deveria ter sido encaminhado para receber o devido atendimento. “Os servidores informaram que seria necessário encaminhar o paciente até a portaria correta para que ele fosse atendido. No entanto, os acompanhantes não quiseram levá-lo à emergência”, alegou a Secretaria de Saúde do DF.

Um dos vigilantes acionou o médico plantonista, que foi até o local com uma cadeira de rodas e permitiu a entrada do paciente. Ele deu entrada no hospital e passou por cirurgia, nesta terça-feira (28).

Veja os vídeos:

Anúncio