Imagens mostram últimos passos de idosa antes de ser abusada sexualmente e morrer asfixiada

Câmera de segurança mostra vítima de 78 anos caminhando sozinha e contradiz relato de um dos suspeitos do crime

São Paulo – Imagens de câmera de segurança podem ajudar a esclarecer o assassinato de Ortília, uma aposentada de 78 anos morta asfixiada e abusada sexualmente em Suzano, na Grande São Paulo. O filho e um eletricista que prestava serviço na casa da família estão entre os suspeitos.

Veja vídeo

 

O vídeo captado pelo sistema de monitoramento mostra a aposentada seguindo em direção a uma adega para comprar suprimentos para seu bar. O que chama a atenção é o horário das imagens: 18h02. O horário contradiz o que o eletrecista, apontado como um dos suspeitos, disse em depoimento.

Ele afirmou que tinha visto a idosa e o filho caçula, fechando o bar por volta das 19h. Mas como as imagens mostram, ela fechou o bar quase uma hora antes e estava sozinha.

Ortília morreu asfixiada e sofreu abuso sexual. Foto:
REPRODUÇÃO/RECORD TV – 06.07.2021

A proprietária da adega também prestou depoimento. Ela disse que a idosa chegou ao local sozinha e saiu de lá também sozinha andando em direção à própria casa, que fica a poucos metros. O relato levanta ainda mais questionamentos sobre a afirmação do eletricista que prestou serviço à aposentada. Segundo ele, a vítima entrou em casa acompanhada de um homem que parecia ser o filho dela. O filho, Rodrigo, que também é investigado, alega ser inocente.

A polícia realizou exames de sangue nos dois suspeitos e espera o laudo.

*Com informações do R7

Anúncio