Jovem estudante morre de Covid à espera de leito de UTI

A jovem esperava por um leito em uma unidade de Saúde em Goíás, mas não conseguiu. Amigos e familiares lamentaram a perda nas redes sociais

Luziânia (GO) – A estudante Tauana Francisco do Carmo, de 20 anos, morreu nesta segunda-feira (22) por causa da Covid-19 à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva na cidade de Luziânia – Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Tauana começou a sentir sintomas mais fortes no último sábado (20). No domingo (21), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia buscou um leito em um hospital, mas não encontrou. No dia seguinte, a moça não resistiu.

Tauana Francisco do Carmo, de 20 anos. (Foto: Reprodução/redes Sociais)

A morte da jovem, que buscava um leito hospitalar para receber o tratamento adequado, chocou a cidade de Luziânia. Amigos e familiares lamentaram a perda nas redes sociais. O prefeito da cidade, Diego Sorgatto (DEM), citou a jovem durante um vídeo que publicou nas redes sociais.

O Centro Universitário onde Tauana cursava o 5º semestre de Ciências Contábeis, emitiu uma nota lamentando a morte da jovem. De acordo com a coordenadora do curso da Unidesc, a estudante era “muito alegre, estudiosa e trabalhadora”. Confira a nota:

“É com extremo pesar que comunicamos o falecimento da estudante Tauana Francisco do Carmo, aluna do 5º semestre do curso de Ciências Contábeis. O Unidesc lamenta profundamente esta perda e transmite aos familiares e amigos os mais sinceros sentimentos”.

A Coordenadora do curso, Izabela Calegario Visentin, relata que Tauana era uma aluna muito alegre, estudiosa e trabalhadora. “Deixará saudades. Que Deus a receba em sua infinita misericórdia.”

Tauanna sempre foi uma pessoa super humilde e de bom coração, muito batalhadora. Correu atrás de seus objetivos e os conquistou, dela só vou guardar boas lembranças.” Conta o colega de turma, Wallace Rian.

A instituição disse que se coloca à disposição da família para o que precisarem. Já a Secretaria Estadual de Saúde (SES), confirmou a informação sobre a falta de leito para atender a jovem, porém, destacou que Tauana recebeu todos os cuidados necessários enquanto esteve na UPA de Luiziânia.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade está em 95%, e o de enfermaria 92%.

Anúncio