Jovem que traiu mulher com o próprio sogro vira criador de conteúdo adulto

O jovem foi exposto pela ex que o acusou de manter um relacionamento com o seu pai por cerca de dois anos

Rio de Janeiro- Juninho Virgílio conhecido por trair a ex-mulher Camila Oliveira, com o  pai dela, Edielson Oliveira, se tornou criador de conteúdo adulto gay. O jovem foi exposto pela ex que o acusou de manter um relacionamento com o seu pai por cerca de dois anos.

blank

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Com a alta repercussão sobre o caso, Juninho Virgílio resolveu aposta na criação de conteúdo adulto. O primeiro trabalho foi anunciado na última quarta-feira (23), em suas redes sociais em  parceria com um outro criador já conhecido pelo público gay.

Internautas receberam com surpresa a notícia do novo trabalho do jovem tendo em vista que ele sempre negou sua sexualidade afirmando que estava sendo pressionado pelo ex-sogro.

Relembre o caso

Uma traição em dose dupla terminou em carro queimado e agressões, no dia 19 de novembro de 2023. Camila Oliveira  revelou nas redes sociais que foi traída pelo marido após descobrir um suposto relacionamento do seu próprio pai com o homem. O pai da mulher incendiou o carro do genro e acabou sendo espancado.

O caso aconteceu no bairro Villa Verde, em Araraquara, em São Paulo. Vídeos divulgados mostram o carro pegando fogo, garrafas de vidro sendo arremessadas contra portões de casas e o pai sendo agredido por moradores. O homem chegou a gritar na rua sobre o caso que teve com o genro.

De acordo com as informações, em 15 de novembro, a filha expôs um vídeo do pai e do marido em um motel da cidade. Segundo ela, as imagens foram encontradas no celular do pai. Ela também compartilhou prints de conversas que afirmavam a relação amorosa dos dois.

Na época, o jovem negou as acusações de Camila e afirmou que só manteve relações com o pai da ex-mulher para conseguir “coletar provas” de que era ameaçado pelo homem. As declarações foram feitas em entrevista à TV Morada do Sol, dias após o caso viralizar nas redes sociais.

Na entrevista, Juninho afirmou que o ex-sogro chegou ameaçá-lo de morte e até mesmo tentar sequestrar o filho dele:

“Isso vem afetando bastante a minha cabeça. Eu precisava entrar no jogo dele para conseguir criar provas contra ele. Eu vim conseguindo isso e entrei com advogado já”, contou.

Sobre os vídeos que mostram ele em motel da região com o sogro, Juninho confirmou mas explicou o contexto: “Fui dopado. A mulher dele toma remédios controlados e eu tenho certeza que ele pegou dela. Esse Facebook fake foi criado por ele, não foi pela Camila”, afirmou.

Após tanta exposição, o jovem revelou que estava ficando em um lugar isolado e que não sabia o que seria da vida após o episódio. Além disso, Juninho Virgílio negou que o carro queimado pela ex-mulher nos vídeos que viralizaram havia sido um presente do ex-sogro.

“Sempre tive a cabeça firme. Cada um sabe o coração de cada um. Minha cabeça ainda não está boa. Eu espero que a verdade venha à tona pela Justiça. A verdade será esclarecida cada vez mais”, concluiu.

Anúncio