Justiça condena João de Deus a 40 anos de prisão

O médium foi condenado por estupros, cometidos contra cinco mulheres durante atendimentos espirituais

São Paulo – O médium João Teixeira de Faria, conhecido popularmente como João de Deus, foi condenado a 40 anos de reclusão em regime fechado por estupros, cometidos contra cinco mulheres durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, interior de Goiás.

As penas de João de Deus já somam 63 anos e quatro meses de reclusão(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A sentença é da juíza da comarca, Rosângela Rodrigues dos Santos. O processo está em segredo de justiça.

Essa é a terceira condenação do acusado, cujas penas já somam 63 anos e quatro meses de reclusão.

As informações foram divulgadas pelo site do Tribunal de Justiça de Goiás.

Anúncio