Justiça dá prazo de 10 dias para empresário que agrediu mulher em academia volte ao Brasil

O empresário estaria em Dubai, nos Emiradores Árabes, para onde teria ido após as denúncias de agressão

São Paulo – O empresário Thiago Antonio Brennand Fernandes Vieira, 42, que agrediu a modelo Alliny Gomes dentro de uma academia, em São Paulo (SP), deve voltar ao Brasil no prazo de dez dias. Ele estaria em Dubai, nos Emiradores Árabes, para onde teria ido após as denúncias de agressão. A decisão foi determinada pela Justiça de SP na sexta-feira (9).

(Foto: Reprodução / Instagram / @thiagobrennandfv)

A decisão judicial determina também que Thiago entregue seu passaporte à Justiça. Além disso, o empresário não pode se aproximar de testemunhas e da vítima, e não pode frequentar estabelecimentos desportivos. O descumprimento das medidas pode gerar o pedido de sua prisão preventiva.

Em seu parecer, a juíza Erika Soares de Azevedo Mascarenhas esclareceu que há elementos suficientes para a abertura de processo e que o empresário tem também um prazo de dez dias para responder por escrito as acusações a ele atribuídas. O documento da decisão judicial consta trechos de depoimentos de outras vítimas, que fundamentam as acusações de agressão e comportamento violento de Thiago.

A defesa do empresário alega que Thiago viajou para o exterior em voo de carreira e que ele tem data para retorno ao Brasil.

Apreensão

A Polícia Civil de SP apreendeu mais de 50 acessórios de armas de fogo do empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira na manhã da sexta-feira (9) durante uma operação dentro do Centro Equestre da Fazenda Boa Vista, condomínio localizado na cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo. Uma perícia vai apontar se os materiais são legalizados.

blank

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

O 15° Distrito Policial, responsável pelas investigações, recebeu a informação de que o homem teria escondido inúmeros acessórios, armas, munições e outros objetos ilegais dentro de sua residência. Então, um mandado de busca e apreensão foi cumprido no condomínio, onde as equipes encontraram uma mala, fechada com cadeado, contendo 54 acessórios de armas de fogo, aparentemente, ilegais. Não foram localizadas armas e munições.

Lunetas de longo alcance e mira laser estão entre os itens apreendidos, que são encaminhados à Polícia Científica. A perícia vai determinar se os acessórios são de uso permitido ou restrito.

A Justiça em Porto Feliz ainda determinou o desarquivamento do inquérito policial que investigava as denúncias de uma mulher que disse ter sido estuprada e mantida em cárcere por Thiago Brennand. O Ministério Público de São Paulo denunciou o empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira por corrupção de menores, ao envolver o filho na agressão à modelo Helena Gomes em uma academia de luxo, e lesão corporal com o agravamento de a vítima ser mulher.

Anúncio