Médico é preso suspeito de facilitar execução de paciente no litoral paulista

Caso aconteceu no último dia 24 de abril, enquanto a vítima esperava para receber alta

São Paulo – Um médico ortopedista foi preso suspeito de facilitar a execução de um paciente no hospital onde trabalhava, no Guarujá, litoral de São Paulo. Alexandre Pedroso era funcionário do local onde o crime aconteceu, no final de abril.

(Foto: Reprodução)

Segundo as investigações, ele teria facilitado a entrada dos assassinos na unidade.

O paciente teria dado entrada no hospital com um tiro no abdômen e estava sendo acusado de estupro.

Dois funcionários do hospital acompanhavam o paciente. Eles saem e em alguns segundos voltam com dois homens que já entram armados

A dupla disparou tiros na direção da cabeça do paciente e outros no abdômen. Após o ataque, ele caiu da cadeira de rodas. A ação toda durou menos de um minuto.

Anúncio